bentes
Sede Social

O Remo negou a existência de proposta de 40 milhões de euros pela SAF (Sociedade Anônima do Futebol) do clube, anunciada pelo ex-jogador Leandro Rodrigues, que se apresentou como representante de investidores árabes, mas é fato que o Conselho Deliberativo do Remo formou uma comissão para estudar o tema.

Justamente porque está avançando no processo de saneamento financeiro e na estruturação físico-organizacional, o Condel azulino monitora o mercado e estuda a questão das SAF’s para saber até que ponto vale a pena ou qual seria o melhor momento. Agora, surgiu a “fumaça” da notícia desta proposta, com ou sem “fogo”.

Copa do Brasil Sub-17

A goleada do Palmeiras sobre o Remo por 7 a 0 mostrou claramente a distância do trabalho de base feito no Pará para a base mais vitoriosa do continente, que é a palmeirense. Resta o jogo de volta, quarta-feira (11/05), às 20h, no Baenão, para completar o intercâmbio.

Coluna de Carlos Ferreira, O Liberal, 05/05/2022

3 COMENTÁRIOS

  1. Na minha opinião se Existe realmente uma proposta dessa magnitude seria bem interessante pro Remo se tornar um clube empresa, temos exemplo de grandes clubes no mundo e agora vindo para o Brasil.
    Ninguém vai querer investir em qualquer clubinho sem torcida e sem expressão, essa é a nova modalidade do momento
    Um clube só vai se tornar grande,com o nível de competições que disputa, lembrando que no passado dirigentes investiam no clube e quando se endividavam vendiam os patrimônios como foi o caso da sede campestre de Benfica.
    Mas agora é tudo muito profissional acho que vai dar muito resultado em um curto espaço de tempo.

  2. Tudo tem sua hora e seu tempo,na hora certa,a Diretoria certamente saberá o que fazer!

  3. POR QUE VENDER UM PATRIMÔNIO EM DIAS COM SUAS FINANÇAS?

    A FARRA DA MERCANTILIZAÇÃO DOS CLUBES BRASILEIROS DEVE SE INTENSIFICAR, POIS O FUTEBOL É UM DOS 10 SETORES ECONÔMICOS MAIS RENTÁVEIS DO MERCADO/CAPITALISMO.

    OS AGENTES/EMPRESÁRIOS DE GRANDES EMPRESAS OU GRUPOS ECONÔMICOS SAEM PELO MUNDO EM BUSCA DE PECHINCHAS E CLUBES FALIDOS E DE PREFERÊNCIA COM PERFIL DE CENTENÁRIO E DE MASSAS. ESSAS TRANSAÇÕES (DÓLARES/EURO) CRÉDITO DE COMPRAS NÃO SE SABE NEM A PROCEDÊNCIA PODENDO SER LAVAGEM DE DINHEIRO.

    COM ESSE INDICATIVO DE 40 MILHÕES DE EURO PARA COMPRA DE UM CLUBE DE TAMANHA MAGNITUDE E IMPORTÂNCIA MASSIVA, PATRIMONIAL E HISTÓRICA COMO O CLUBE DO REMO, É UMA PECHINCHA E DESVALORIZAÇÃO EM GERAL DA INSTITUIÇÃO. PARA NÃO DIZER UMA “XEPA DO VER-O-PESO”.

    FIQUEMOS ATENTOS, VIGILANTES EM ALERTA, NÃO HÁ NENHUMA OBRIGAÇÃO E MUITO MENOS NECESSIDADE PARA ESSA PILHAGEM DISFARÇADA DE SAF. POIS A PRÓPRIA MATÉRIA É CONTRADITÓRIA AO CITAR QUE A SITUAÇÃO FINANCEIRA/ECONÔMICA DA INSTITUIÇÃO ESTÁ EM CONTABILIDADE FAVORÁVEL.

Comments are closed.