Fábio Bentes
Fábio Bentes

O ano de 2021, que começou como um sonho para o torcedor do Remo, terminou como pesadelo ao final da temporada. Após o acesso à Série B, feito não alcançado pelo clube há 14 anos e conquistado no início da temporada, o Leão teve uma temporada cheia de altos e baixos e acabou sendo rebaixado ao final do ano.

O descenso, não esperado pela diretoria azulina, causou problemas no campo esportivo e financeiro, que precisam ser sanados em 2022.

Apesar das desventuras dentro de campo, a temporada de 2021 do Remo não foi marcada somente por lamentações. No início do ano veio o acesso, após uma vitória sobre o Paysandu. No final da temporada, um título inédito da Copa Verde, que trouxe aos cofres azulinos um respiro necessário para a Série C do ano que vem.

Ao contrário do que ocorre na vida, no futebol a última impressão é a que fica e, no caso do Remo, essa experiência foi bastante positiva.

O título da Copa Verde, conquistado em dezembro, veio em meio a um desmanche do elenco. Após o final da Série B, alguns jogadores deixaram o clube e o Leão precisou ir à competição com um time alternativo, cheio de atletas revelados na categoria de base, que corresponderam em campo. O troféu veio ao Baenão na base da superação e da garra.

Esse espírito, inclusive, tem sido a tônica para a próxima temporada. Para formar o elenco do ano que vem, o Remo tem observado mais os talentos da base, formando um time com muitos jovens.

Além disso, a postura do clube na renovação de contratos tem sido menos flexível. O Leão não tem realizado “extravagâncias” financeiras para manter jogadores de um ano pro outro. O mantra nas renovações, inclusive, tem sido: “fica quem quiser”.

Essa nova forma de levar o clube, além dos planos da diretoria elaborados para contornar o déficit financeiro na próxima temporada, tem gerado uma série de perspectivas positivas para o Remo no ano que vem e, inclusive, tem sido o recado do presidente do clube, Fábio Bentes, para o torcedor.

O mandatário azulino falou sobre montagem de elenco, planejamentos para o ano que vem e pediu a confiança do torcedor para o 2022.

“Peço que a Nação Azulina continue confiando no nosso trabalho. O rebaixamento não estava nos nossos planos, mas infelizmente aconteceu. Fizemos o que estava ao nosso alcance para evitar, mas aconteceu. Vamos trabalhar forte para conseguir retornar, já neste ano, pra Série B do Brasileirão”, disse.

Nas últimas 3 temporadas, o Remo tem se notabilizado por realizar boas campanhas em quase todos os torneios que disputa. De 2019 para cá, o Leão chegou em 2 finais de Parazão, conquistou um acesso à Série B, chegou a uma final de Série C e chegou em 2 finais de Copa Verde. Apesar disso, o Remo acumulou apenas 2 títulos neste intervalo de tempo – Parazão de 2019 e Copa Verde de 2021.

O torcedor quer mais do clube. Em muitas vezes, o Remo batia na trave, mas não conseguia chegar ao lugar mais alto e levantar o troféu. A mentalidade do clube, no entanto, mudou com a conquista da Copa Verde.

A simbiose entre elenco e torcida, a festa pelas ruas da cidade e o Baenão lotado mostraram à direção remista que não basta mais acumular boas campanhas em competições. O que interessa agora é conquistar o título. Com esse objetivo é que o Remo começa a caminhada, no ponto de vista esportivo.

Para 2022, o Leão tem 4 competições previstas no calendário – Campeonato Paraense, Copa Verde, Copa do Brasil e Série C do Brasileirão. De acordo com o presidente Fábio Bentes, em pelo menos 3 delas, o Remo tem que entrar como postulante ao título.

“Nosso foco para 2022, obviamente, vai ser o retorno à Série B. No entanto, não vamos ter como objetivo apenas isso. Acho que temos que entrar, em todas as competições que disputarmos, para lutar pelo título. No Parazão, Copa Verde e Série C, nosso objetivo será o título. Nos casos da Copa Verde e Série C, queremos o bicampeonato”, disse.

Apesar de todos os títulos serem importantes, segundo o presidente do Remo, uma possível conquista do Parazão, primeiro torneio da temporada, terá um gostinho especial. O Leão viu o maior rival levantar o troféu nos últimos 2 anos e, por isso, deve buscar o título a qualquer custo.

“Já no Parazão, queremos o retorno da nossa hegemonia. Isso será muito importante, já que estamos há dois anos sem vencer o Estadual. O torcedor pode esperar que teremos times competitivos em todas essas competições”, prometeu.

Para manter a promessa de trazer elencos competitivos, o Remo fez mudanças profundas no Departamento de Futebol. Os cargos de diretores estatutários foram descontinuados e o clube passará a atuar com outras pessoas responsáveis pelo diálogo com a comissão técnica e contratação de jogadores.

Uma das figuras é a do coordenador técnico, representada por João Galvão, ex-Águia de Marabá, que terá como objetivo garimpar jovens jogadores e fazer o elo entre presidência e elenco.

A outra peça será a chegada do novo executivo de futebol Nei Pandolfo, responsável pela contratação de atletas.

Todos eles trabalharam em contato constante com o treinador Paulo Bonamigo, um dos ícones do acesso do Remo em 2020, que foi recontratado com a missão de levar o clube novamente à Série B.


Sobre as mudanças, Fábio fez questão de destacar que essas ações fazem parte de uma nova política de “profissionalização do futebol”.

“A gente entende que, com essas mudanças, a gente vai conseguir suprir algumas carências que tivemos em 2021, além de ter um melhor aproveitamento do Departamento de Futebol, para que isso possa ser refletido dentro de campo”, apontou.

Apesar da meta ser a conquista do máximo de troféus possíveis, Fábio é realista em dizer que, pelo menos um deles não deve ficar nas mãos do Remo.

A Copa do Brasil, que conta com a participação de mais de 90 equipes, entre elas as que disputam os principais torneios do continente, deve ser tratado pelo Remo com mais cautela. Segundo o presidente, o grande objetivo azulino na competição será passar de fase.

“No caso da Copa do Brasil, competição que já entramos na 3ª fase, devido ao título da Copa Verde, nosso objetivo será se classificar para a próxima etapa. Sei que será muito difícil, já que pegaremos times de Série A, muito provavelmente oriundos da Libertadores, mas acredito que enquanto tivermos foco isso será possível’, avaliou Fábio.

Quando o Remo foi rebaixado à Série C, no final de 2021, além da clara perda esportiva, muitos torcedores se questionaram sobre os possíveis impactos financeiros causados pelo descenso. O Leão ainda tem débitos com a Justiça do Trabalho até o ano de 2023 e ainda comprou um CT em agosto deste ano, gerando uma dívida pelos próximos 2 anos.

Apesar da preocupação ser válida, a situação financeira do Remo não é tão grave quanto em outros rebaixamentos. As perdas orçamentárias serão significativas, entre R$ 10 milhões e R$ 12 milhões, mas o clube tem outras maneiras de se sustentar e manter um padrão competitivo para 2022.

Em dezembro, o presidente Fábio Bentes deixou claro que o clube já tem um plano para deixar as contas em dia. Segundo ele, tudo isso passa pelas receitas de bilheteria, que vão “substituir” parte das cotas da Série B.


“Em 2021, ficamos quase o ano todo sem bilheteria. A gente acredita que deixamos de ganhar entre R$ 6 milhões e R$ 8 milhões por causa disso. A gente entende que esse dinheiro vai entrar no ano que vem. Em contrapartida, perdemos as cotas da CBF”, explicou.

Outro ponto defendido pela diretoria do Remo é que os custos operacionais e de montagem de elenco para a Série C são bem menores em comparação com os necessários para a Série B. Por conta dessa “substituição” de rendas e uma folha menos onerosa, Fábio acredita que as contas em 2022 devem fechar no azul.

“A Série C exige um investimento de elenco menor que a Série B. Com o retorno do público ao estádio e as demais ações de marketing que fazemos hoje, temos condição de montar um time competitivo”, finalizou.


O Liberal.com, 01/01/2022

33 COMENTÁRIOS

  1. Muito responsável o presidente Fábio Bentes, mas tem inconsequentes fazendo campanha para o derrubar e entregar o Remo nas mãos de sanguessugas que acabaram com o clube.

    Os focos principais para 2022 deveriam ser, por ordem de importância:

    1o Minimizar dívidas (fundamental para o Remo voltar a ser grande de verdade);

    2o Acesso à série B;

    3o Passar para a 4a fase da CB (para ganhar uma bolada a mais de R$ 2,7 milhões premiação).

    Parazinho e CV são secundários, parazinho só para revelar jogadores e CV vale a premiação antecipada da CB.

  2. Poxa sabe onde perdemos na serie b quando nosso presidente falou q era p se manter na b acho q na vida vc tem q mentalizar alto era p ele dizer vamos subir mas se nao der vamos lutar ate o fim acho que os jogadores desanimaram com essa declaracao que fique como experiencia amem.agora vamos trazer p menos 3 ou 2 zagueiros porque todos foram embora 2 laterais esquerdo e 2 meias canhotos ok diretoria abre o olho

  3. Comissão/Coordenação do Remo % me respondam se repassaram ao Presidente/Diretor/Coordenador do Clube do Remo Analisarem, Verificarem a Relação de Atletas que postei aqui para Contratação, Repatriação de Jogadores não conhecidos e conhecidos da Torcida qua já passaram, já jogaram e se identificam com o Clube, e que não vai onerar a Folha de Pagamento, são Jogadores, que não vão pedir muito alto para fechar um Contrato de (01) um ano para Jogarem os Campeonatos Paraense, Copa do Brasil, Série C e Copa Verde.
    OBS: O Presidente e seus Diretores, Coordenador e Comissão Técnica, têm de Escutarem, Ouvirem também a Voz do Torcedor, da Massa Torcedora Azulina, o Fenômeno Azul, que conhecem Jogadores e acompanham o Time, ajudam quando é pedido e solicitado Apoio ao Clube.

  4. Sôbre a pergunta não tem nada repetido, verifiquem o teor das palavras que são diferentes.
    Pensei que o Remo % solicita comentários para que seja postado e repassado ao Glorioso
    Clube do Remo, Filho da Glória e do Triunfo.

  5. Deus livre o remo desses antigos presidentes, justo agora que as finanças estão em dia.
    Meu voto de sócia remida é para quem ele indicar.
    Mas precisa formar melhor o plantel do futebol.

  6. Alô Remo%, meus comentários não estão sendo postados, quando envio eles ficam travados com o aviso de que são repetidos, solicito que retifiquem o problema.

      • Não me consta que enviei 5 comentários em sequência fazendo tal comentário é a primeira vez que toco no assunto e mesmo que fosse verdade existe alguma lei virtual que impeça o internauta enviar comentários para sites qtas vezes quizer mesmo que sejam repetitivos o que não é o meu caso. Quando disse que o presidente do Remo perdeu 3 títulos paraenses pra mucura estou dizendo alguma mentira?????

      • Não me consta que tenha enviado comentários repetidos, estava enviando os comentários e eles não estavam sendo postados talvez seja este o motivo de saírem repetidos.

        • Para todos os comentários postados por um visitante do site, o sistema faz a checagem e verifica que o mesmo comentário da mesma pessoa foi escrito anteriormente, daí sinaliza como repetido.

      • Realmente é ridículo esse mucurento disfarçado aqui desmerecendo o poderoso o querido Clube do Remo e valorizando a mucura nojenta e freguesa.

    • Apoio o Fábio bentes. sei que errou em certos momentos na temporada. acredito que n foi nem elenco. porque um clube que tava a 10 rodadas faltando 7 pontos pra chegar nos 45 n pode ser tão ruim assim. se fosse brasil de Pelotas. confiança. ai sim dizia que tinha formado um elenco péssimo. presidente pecou por omissão de chegar com comissão técnica e jogadores e dá uma pressão valendo. primeiro que os salários tava em dia. pecou na demora de demitir o Felipe conceicao. desse uma sacudida antes. seria diferente. mas bola pra frente. Ele tem mas mérito do que demérito. e só olhar o remo antes da gestão dele. sem estádio. todo endividado. sem crédito na praça pra trazer jogadores. Ninguém queria vim por saber da fama do clube de ser mal pagador. agora como tamos. acredito que as coisas vão acontecer naturalmente. e termos paciência. futebol é assim nada acontece do dia pra noite. ta aí o Fortaleza. a estrutura aconteceu a 5.6 anos atrás. o nosso caminha pra muitas alegrias futuras. torcedor que reclama tanto. deve ter memória curta ou amnésia. ou só conhece o clube dessa gestão. espero que depois de Fábio n voltamos a relembrar o passado.

  7. FB já deu 3titulos paraenses pra mucura agora são 46X49, não tem cabimento e tbm 2 títulos da série B, ou seja, 2X0, realidade vexatória.

    • Esse é típico comentário de mucurento disfarçado, exaltando “títulos sujos” do freguês eterno do poderoso Leão Azul, então te manca Azul CELESTE “da cor do mar”, aqui é site de remista verdadeiro.

      É válido criticar, porém NUNCA desmerecer o querido Clube do Remo!

      • Outra, o título da série C do Remo (limpo, ganho em campo) vale muito mais que esses dois TÍTULOS SUJOS da série B da mucura nojenta (os mafiosos mucurentos compraram arbitragens e jogadores adversários).

  8. Se o REMO fizer umas 06 (02 zagueiros, lateral esquerdo, 02 meias e 01 atacante) contratações de jogadores de qualidade técnica e preparo físico, esse time da liga.

  9. Financeiramente o FB deu sim uma arrumada na ksa,só que alguém tem que dizer pra ele que se o Remo não se reforçar de vdd,todo trabalho que ele fez até agora vai por água abaixo. Com esse timinho aí que montaram, duvido muito que chegue se quer nas finais do Paraense, agora imagem em conquistar outros títulos.
    Não precisa trazer 11 jogadores caros, e sim pelo menos uns 5 jogadores que cheguem pra impactar positivamente, e fazer com que nossos adversários se temerem quando enfrentar o Leão, que um dia já foi malino.

  10. Com essas contratações não vamos chegar a lugar nenhum só estão contratando jogadores de nível muito baixo essa diretoria não atende mesmo

    • Alô diretoria do Remo Thiago alagoano tá de saída do Brusque seria uma boa para esse meio campo do Remo um jogado desse nível ….

  11. Temos q torcer e p não cai esse ano denovo pq pelo q eu estou vendo vai ser mas um ano de sofrência contratando jgd do floresta ,Manaus sendo q o tarta e o polaco estão dando sopa aí a custo zero Tiago alagoano acabou de sair do Brusque enquanto isso a coisa lá do outro lado cheio de dívida estar formando uma seleção e torcer p não sermos saco de pancada esse ano

    • Do outro lado estão contratando sem ter de onde tirar pra pagar. Está certo assim? Quanto tempo isso vai durar até o time cair de rendimento por causa de salário atrasado?

  12. Pessoal vamos olhar p nosso quintal isso sim! Se do outro lado estão formando uma seleção como dizem, o problema é deles amigos, não vejo isso tudo não, aliás isso pode ser até um tiro no pé. Mas deixemos o vizinho de lado e olhemos p nossa grama! Entendam que o remo está na série C, ponto, esse é a realidade. Precisa sim de um time competitivo e compromissado , acho que muitas lições foram tomadas ano passado para não se repetirem, principalmente com contratações. Somente nome não ganha jogo e principalmente não ganha títulos. Muitos outros fatores envolvem um bom rendimento dentro de campo.

    • Se não me engano o time de outro lado também está na série c não? De todos os times que foram rebaixados o Remo é sem dúvidas o time que menos se reforçou, pq eu não sei, mas acho que sobrou um pouco de grana da série b,portanto queremos um time forte e competitivo sim, nós enquanto torcedores merecemos um time forte para não correr o risco de virar saco de pancada dessa mucura fedorenta.

  13. A comparação feita com o Fortaleza pode ser feita sim, mas que o Remo precisa aprender. O Fortaleza penou para subir para série B, porém quando conseguir, sabia o que queria, investiu em plantel cada vez melhor. Para o Remo faltou ambição. O Remo se contentou em ficar na série B, achando que trocando de treinadores, iria melhorar, quando deveria ter partido logo para contratações, como alguns clubes fizeram para não serem rebaixados. O pior, é que parace que não aprenderam……..

  14. como tem gente negativa que so faz critica destrutiva, que não serve para nada. criticar o presidente FB, é uma insanidade mental ou é um mucurento que joga contra. Assume teu lado MUCURA nojenta!

  15. As finanças estão em dia até quando? Com esse time que querem formar vão perder tanho, desmoralizar nosso time. Ninguém está acreditando nesse time, taí o Lucas Siqueira que jáa se foi e aproveitando em mais um cochilo dessa diretoria. Outros como o Gedoz e Uchoa já devem ter se arrependido de ter ficado. Nosso presideente “muchou” com o rebaixamento. Com esse time vamos perder todas, e depois para montar um time realmente, será difícil. É simplesmente decepcionante, a falta de visão de nosso presidente. Acho que perdeu o interesse pelo clube, ou táa jogando pelo paissandu.

Comments are closed.