Gerson Gusmão
Gerson Gusmão

A situação do técnico Gerson Gusmão com o Remo segue indefinida. Com contrato até o final da Série C do Brasileirão, previsto para acontecer na primeira quinzena de outubro, o treinador ainda conversa com a diretoria azulina para chegar em um consenso e finalizar o vínculo.

Nesta quarta-feira (14/09), o empresário do treinador, Tiago Silveira, explicou que, da parte de Gusmão, tudo está sendo feito para evitar uma ação na Justiça. Segundo ele, foi acordado um valor para ser recebido pelo treinador, mas o Remo não estaria cumprindo com isso.

“Infelizmente, até agora não houve acordo ainda. A gente está tentando um acordo na questão rescisão. Até agora não (foi levado à Justiça), mas infelizmente talvez seja um caminho. Estamos conversando ainda. Foi acordado um valor para ser recebido e o Remo estava, de certa forma, dificultando o que tinha sido acordado”, disse.

No final de agosto, o presidente Fábio Bentes disse em entrevista coletiva que o clube solicitou que Gerson Gusmão retornasse ao Baenão para cumprir o contrato, já que as partes não estavam entrando em acordo para rescisão. Porém, o técnico decidiu não se reapresentar.

Questionado sobre isso, Silveira afirmou que o retorno seria “óbvio” se houvesse uma competição em sequência para o Remo disputar. No entanto, com a desistência do clube em disputar a Copa Verde, isso acabou não acontecendo.

“Porque ia ter a Copa Verde e não teve. Não tinha competição para ser disputada. O retorno era óbvio, mas sem a competição, fica complicado. Espero que (seja resolvido) o mais rápido possível. O contrato é até o final da Série C”, concluiu.

Roma News, 14/09/2022

13 COMENTÁRIOS

    • Exato João, muito esperto e nada profissional esse cara.

      Se o Gusmão recusou em voltar para Belém para trabalhar no Remo até o fim de seu contrato com o clube, isso pode se caracterizar como abandono de emprego, inclusive ele pode até não receber um centavo no encerramento do contrato com o Remo se a justiça entender assim.

  1. O técnico tem que cumprir seu contrato no Remo estou de acordo com o presidente já que vai até outubro e vau receber, não importa se tem competição ou não minha opinião! E outro lado já que qyer ficar na sua casa tem que reduzir os valores !

  2. Se o próprio treinador afirmar que o contrato era até o fim da série C e, ele conseguiu a façanha de não se classificar, então acabou

  3. O Gusmão já se atrapalhou nas próprias palavras, ao diser que o contrato era até o fim da série C, então ele deveria se apresentar ao clube independente de ter serviço ou não, ainda está dando uma descupa muinto fraca, não porque o time desistiu de disputar a copa verde não vai ter jogos não tem como eu voltar a Belém, é Muinto burro ele se entregou, agora é ele que tem que pagar ao REMO por não ter vindo se apresentar e cumprir o contrato.

  4. Espero que o Remo tenha notificado o Gusmão formalmente para cumprir o contrato em Belém independentemente de haver jogos a disputar. Isso asseguraria a rescisão por justa causa, caso ele não retornasse, como ocorreu.

  5. As lambanças dessa Diretoria pífia vai ainda resultar em justiça do trabalho, se o contrato era até Outubro. O fato de se apresentar ou não aí clube vai depender do que a Justiça do Trabalho vai interpretar. Pergunta-se: foi notificado na Justiça do Trabalho o abandono de emprego do treinador?

Comentários