Náutico-PE 1x1 Remo (Lucas Siqueira, Erick Flores, Felipe Gedoz, Rafinha e Renan Gorne)
Náutico-PE 1x1 Remo (Lucas Siqueira, Erick Flores, Felipe Gedoz, Rafinha e Renan Gorne)

Náutico (PE) e Remo realizaram uma partida emocionante no empate por 1 a 1, na noite deste sábado (26/06), no estádio dos Aflitos.

Jogando fora de casa, o Leão vencia até os 42 minutos do segundo tempo, com gol de Felipe Gedoz, quando Paiva se aproveitou de uma saída errada do goleiro Vinícius para deixar tudo igual.

Porém, o gol de empate dos pernambucanos só foi possível por conta de uma falha clamorosa da arbitragem, que não assinalou impedimento do autor do gol.

Confira os melhores momentos de Náutico-PE 1×1 Remo:

Remo 100%, 26/06/2021

9 COMENTÁRIOS

  1. O Remo foi roubado no gol do Náutico, pois foi impedimento escandaloso do atacante do Náutico, além de falta nos defensores do Remo no mesmo lance.

    O Hélio dos Anjos é conhecido por jogar sujo, ele treina sempre essa “jogada ensaiada” de lançar a bola na área para um bolo de jogadores irem empurrando os defensores do adversário, ai as vezes cola como hoje. Na mucura sempre tinha esse lance quando ele era o treinador.

    Porém hoje a causa maior foi o impedimento não marcado pela arbitragem no gol do Náutico que tirou a vitória do Remo.

    O lado muito bom foi o nó tático que o Bonamigo deu hoje, também o grupo mostrou capacidade de crescer e fazer uma série B para se manter em 2022. Isso é bem animador.

    Melhor em campo foi o Gedoz.

  2. PASSO A PASSO do LEÃO AZUL rumo à Série A1 de 2022.

    Serão 38 PASSOS, ida e volta, nesta Série A2, até dezembro. Duas vezes por semana.
    Vamos acompanhando essa caminhada, uma verdadeira maratona, passo a passo aqui!

    O PRIMEIRO PASSO já foi dado em Maceió: CRB/AL 2 X 2 REMO (29.maio.21). Dois gols de Lucas Siqueira. O 1° de cabeça e, o 2° no rebote do goleiro, após falta batida pelo Marlon.
    O PASSO de N°2, foi o 1° em casa, no BAENÃO: REMO 1 X 0 BR – Pelotas (05.jun.21). Foi a primeira vitória e o 1° gol de Renan GorneGol, completando um cruzamento de Thiago Ennes.
    Ao final da rodada o LEÃO está em 5°lugar.

    O TERCEIRO PASSO ocorreu no RJ, em Volta Redonda foi o primeiro tropeço; BOTAFOGO 3 X 0 REMO (13.jun.21).
    O QUARTO PASSO, foi no BAENÃO: REMO 0 X 0 Vitória BA (16.jun.21). Ficou no empate em casa. Ganhou 1 ponto ou perdeu dois?

    O QUINTO PASSO foi apenas um passeio no sul do País, em Florianópolis. AVAÍ 0 X 0 REMO (19.jun.21). O JOGO FOI ADIADO devido às fortes chuvas, provocadas por um ciclone extratropical formado na região.
    O Clube do Remo permanecerá com um jogo a menos, pelo menos, até o final de julho, quando este jogo deverá ser realizado.
    Sem poder pontuar na rodada. O LEÃO foi para o 14° lugar.

    O SEXTO PASSO, foi no BAENÃO: REMO 0 X 0 Guarani SP (22.jun.21). Foi mais um empate em casa. Somou 1 ponto.
    Ao final da rodada, o LEÃO permanece no 14° lugar.

    O SÉTIMO PASSO ocorreu novamente no nordeste brasileiro, em Recife, contra o atual líder do campeonato: Náutico PE 1 X 1 REMO (26.jun.21). O gol de Felipe Gedoz impulsionou o LEÃO. Mas, no final, o time da casa empatou com um gol irregular (impedimento) aos 42′ do segundo tempo.
    Após a rodada ter 8 dos 10 jogos concluídos, o LEÃO foi para o 15° lugar. Caso vencesse, ficaria em 9°.

    Faltam 32 passos e, contando……..terça-feira volta pra casa.

    VAI LEÃO!!! REEEEMOOOO!!! REEEEEMOOOOOO!!!!

  3. Parabéns REMO 100% pela iniciativa de postar o texto dos melhores momentos.

    Só faltou deixar rolar um pouquinho mais o vídeo, para destacar o impedimento do atacante adversário. Enfatizado pela mídia nacional.

    Acho que após essa rodada, a CBF vai rever a posição sobre o VAR também na série B.

      • Então, está explicado o porque da NÃO EXIBIÇÃO do lance do impedimento dos Capibarianos.

        Certamenteditor é um mucurento.

        • Rafael FC, saiba que timbu e mucura é o mesmo animal, só muda a forma como é chamado em cada região. Sendo assim, o Náutico é o segundo time dos mucurentos. Kkkkk

  4. O gol do Náutico foi em completo impedimento e validado por um bandeirinha desonesto. A nitidez da posição irregular torna o lance impossível de não ser marcado, podendo acontecer de não ser marcado somente por um bandeirinha vil e mal intencionado, de forma proposital. Isso é que diminui a credibilidade do futebol brasileiro e da CBF que mantém arbitragens de baixíssimo nível e de mau caráter como desse bandeirinha.

  5. Acho que uma possível falha de Vinicius como a matéria antecipa em sua redação não seria considerada tivesse o bandeirinha, sem vergonha, honestidade para invalidar o lance em concordância com a regra de futebol. Portanto, na redação deveria ser priorizado esse fato e na sequência entraria com o porém Vinicius, diante da descarada não marcação do impedimento, pode ter saído errado ou saiu errado….. Minha opinião.

Comments are closed.