Rony
Rony

Um notícia pegou de surpresa o torcedor palmeirense, em pleno domingo de Páscoa (04/04). O atacante paraense Rony seria “objeto” de cobiça do Ajax (Holanda). O interesse do clube europeu no ex-azulino foi divulgado pelo repórter André Hernan, durante o programa Esporte Espetacular.

Rony foi a contratação mais cara do Palmeiras (SP) na temporada 2020. O jogador custou 6 milhões de euros (na época, cerca de R$ 28,5 milhões) pagos ao Athletico (PR). Em cima deste valor, o Remo (clube de origem) faturou mais de R$ 500 mil.

Até julho de 2020, o Remo faturava 2% do valor da venda do jogador para clubes do Brasil, mas o percentual subia para 3% nas negociações internacionais.

Tudo mudou após a FIFA anunciar uma mudança em um dos artigos do Regulamento de Status e Transferências dos Jogadores (RSTP, na sigla em inglês). Agora, o clube formador receberá, a cada transferência, 5% em cima do valor total da negociação.

Por enquanto, ainda não há nenhuma proposta oficial, tampouco um valor especulado pela negociação do jogador, até porque a janela de transferências internacionais está fechada e reabrirá somente no mês de junho.

Rony tem 25 anos e seu contrato com o Palmeiras (SP) vai até dezembro de 2024. Na temporada 2020, o atacante disputou 50 jogos, sendo 41 deles como titular, balançando 11 vezes as redes adversárias.

Natural do município paraense de Magalhães Barata, Rony surgiu no Remo em 2014 e fez parte da campanha do bicampeonato paraense em 2014/2015.

O atacante passou ainda por Cruzeiro (MG), Náutico (PE) e Albirex Niigata (Japão), retornando ao Brasil para atuar pelo Athletico (PR), de onde foi negociado com o Palmeiras (SP).

O presidente azulino Fábio Bentes gostou da sondagem do clube holandês e está na torcida pela venda do jogador.

“Acho ótimo! Tomara que seja vendido”, falou.

Diário Online, 05/04/2021

12 COMENTÁRIOS

  1. Ótima notícia, tomara que vendam. Não é tão ruim o jogador ser vendido com essa proteção de clube formador, é justo. Não dá pra segurar jogador que quer sair e chama atenção, não temos condições pra isso e ao contrário do que muito torcedor faz, que é jogar praga pro jogador que vai embora, temos é que torcer pra ele dê certo e o clube ganhe dinheiro. Um dia, quem sabe, o Clube do Remo, disputando campeonatos mais importantes e tendo uma boa estrutura, talvez possa segurar jogador de base e vender direto pra Europa, mas no momento é quase impossível. Então que o clube ganhe dinheiro de alguma forma, será muito bem vindo.

  2. O remista Rony, mesmo muito novo, já tem 4 títulos da mais alta expressão no Brasil e no continente, sua estrela brilhando ainda mais intensamente.

    Imaginando se o Rony for vendido ao Ajax por 20 milhões de euros, o Remo levaria os 5% significando 1 milhão de euros (cerca de 7 milhões de reais, isso é o expressivo ROI em favor do Remo grande. Por isso da importância de CT e principalmente valorização dos meninos da base, algo que a diretoria precisa evoluir e tratar com maior seriedade e profissionalismo.

    • É essa minha conta aí, 20 milhões de euros seria ótimo! Mas 10 também não é ruim. E é isso, só quando o Remo tiver CT e formar jogadores mais completos, com fundamentos mais apurados e disputar campeonatos importantes, como a seria A e uma sulamericana, é que vai começar a fazer frente à propostas que levam jogadores muito novos daqui, como faz o Atlético Paranaense, por hora, não temos a menor chance. Torço pra um dia o Leão vender direto pra Europa.

      • Perfeita a sua visão mana Gilmessi77.

        Nós temos que pensar no Remo grande de verdade, onde um dos primeiros princípios básicos é valorizar o seu produto e aumentar o patrimônio, transformando os investimentos em altos retornos.

        O Remo já tem o básico por ser fábrica de produzir bons jogadores, isso há anos.

        Acho ótima sua ideia de parceria para venda direta à clubes da Europa, isso é viável se o Remo zerar as suas dívidas e se organizar, implantando uma gestão moderna e idônea, saber valorizar de verdade a sua marca, assim se tornará atrativo para ótimos negócios.

        Portugal seria uma boa opção para início de uma parceria, pois lá já passaram vários jogadores oriundos do Remo. Inclusive o Rei Arthur, que é muito querido no Porto, poderia ajudar muito nesse processo de parceria em favor do Remo.

  3. Hoje, se o Roni fosse vendido pelo mesmo valor que o Palmeiras comprou, 6.000.000 euro x 6.69 euro hoje = R$ 40.140.000 x 5% porcentagem do remo = R$ 2.007.000, o valor que o remo iria ganha com a venda.
    Porém, com a alta que o Roni está, acredito que o Palmeiras, não vai aceitar, menos de 10.000.000 de euros, que daria mais de R$ 3.300.000.
    O remo ficaria muito bem com esse valor para a série b.

  4. Rapaz, não sabia que o Remo tinha direito ainda financeiro sobre o Roni. Pq nada é especulado dessa parte com transparência, pelo menos nas antigas gestões. Mais creio com FB as coisas são mais transparentes pq se fosse os sanguessugas de antes já era papai nem a cor o clube ia ver.

    • Sim, o clube formador tem direito com percentuais diferentes por todas as transferências. Era 3 agora é 5% por transação internacional. E é falado Sim, tanto é que sei.

  5. É o fruto da base rendendo frutos, rendendo provavelmente valores maiores q ele próprio rendeu quando vendido, Boa sorte Rony

    • Por isso que eu digo, não é de todo ruim o jogador sair logo (até porque o mercado quer jogador novo que possa revender), com os percentuais o clube ganha em todas as transações sejam nacionais ou internacionais. Torcedor que torce para o jogador se dar mal, voltar com pires nas mãos, essas coisas, é burro, desculpa a sinceridade, porque o jogador se destacando e se dando bem, além de render ao clube, vai consolidando a ideia de que o clube tem boa base, forma bons jogadores. Se não querem respeitar o direito do jogador se quer ficar ou não, pelo menos, pensem pelo lado material, “perde” agora e ganha depois.

  6. Boa sorte Roni e seja muito feliz vc merece saiu do interior para brilhar no mundo quero ainda lhe ver na seleção brasileira menino você tem total condiçao felicidade e sorte pra você garoto

  7. Eu ainda acho baixo esse percentual de 5% estabelecido pela FIFA. Deveria ser 10 ou 15% pois é uma quantia que os clubes menores e formadores precisam para melhorar suas estruturas para revelar mais jogadores.

Comentários