Numeração
Numeração "raiz"

Nas últimas temporadas, a numeração fixa, com camisas de 1 a 100, vinha sendo praticada pelo Remo, que voltou ao padrão “raiz”, de 1 a 11 para os titulares e números subsequentes para os reservas.

A escolha pela numeração fixa se justificaria apenas para mensuração do prestígio dos atletas na venda de camisas, mas isso nunca foi praticado por aqui. Na verdade, foi apenas “modismo”.

O Remo retomou a numeração raiz nos 4 últimos jogos da Copa Verde e na estreia no Parazão, e vai seguir assim, tal como vários outros clubes do Brasil já fizeram.

Concorrência

Já convivendo com Edson Cariús, futuro concorrente, o centroavante azulino Renan Gorne trata de aproveitar a vantagem de largar na frente, fazendo gols, para construir seu espaço no time. Estreou fazendo 2 contra o Gavião Kyikatejê e quer mais contra o Bragantino, nesta sexta-feira (05/03).

Centroavante, sim!

A expressão “centroavante” voltou a ter sentido no futebol dentro do sistema tático muito usual de dois atacantes pelos lados e um centralizado. São os casos de Renan Gorne e Edson Cariús.

Novidade

Com Renan Oliveira legalizado, cria-se expectativa por mais uma estreia no time remista. O meia, de 31 anos, que estava no futebol da Lituânia, volta ao futebol brasileiro com o cartaz de quem fez sucesso em Atlético (MG), América (MG) e Goiás (GO).

Coluna de Carlos Ferreira, O Liberal, 04/03/2021

10 COMENTÁRIOS

  1. Olha que bom ter 2 centroavantes de qualidade (Carius e Gorne). Estou incomodado com a defesa o miolo de zaga até aqui não foi sondado um nome sequer, a não ser que sejam os zagueiros que estão jogando o Paulistão.

    • Creio que a diretoria deve está sondando zagueiros para serem titulares, porque com esse miolo de zaga vai ser muito complicado disputar uma Série B.

  2. Acho você poder personalizar a melhor opção, ou seja, que as camisas oficiais vendidas aos torcedores permitam a escolha do número e colocação do nome

  3. Finalmente a diretoria do Remo deixou o “modismo” de outras regiões em relação à numeração estapafúrdia das camisas dos atletas. Mesmo na era dos mestres da bola, a camisa era de 1 a 11. Parabéns pela atitude.

  4. GOSTARIA DE SABER SE A ILUMINAÇÃO DO BAENÃO PODE MELHORAR ? VEJO AÍNDA ALGUNS PONTOS SOMBREADOS.

  5. Sempre achei estranho numeros altos,talves agora volte o camisa 11 q era ponta esquerda e o 7 era ponta direita todos eram muito habilidosos,muito boa essa volta dos numeros padrao

  6. Eu pergunto aí Remo100%, não seria a hora de a diretoria do Remo investir em um gramado sintético?
    O remo fez uma partida, e o gramado já ficou bastante danificado para a prática do futebol

Comments are closed.