Núcleo Azulino de Saúde e Performance (NASP)
Núcleo Azulino de Saúde e Performance (NASP)

Único representante da região Norte na Série B do Campeonato Brasileiro, o Remo vive um momento diferente, tanto administrativamente, quanto dentro de campo. Dentro das quatro linhas, os resultados estão bem satisfatórios, mas existe também um outro lado, pouco falado, mas de fundamental importância neste processo de evolução, que é o Núcleo Azulino de Saúde e Performance (NASP), que completou 1 ano e 3 meses de existência e veio para ficar.

Comandado pelo médico ortopedista Jean Klay, o NASP possui um papel fundamental na rotina dos atletas, que passam por avaliações, exames, testes e melhoram suas performances utilizando as dependências do clube e com um time de funcionários dedicados dando o suporte.

Recente trabalho desenvolvido pelo NASP, através de testes e bateria de exames, fez com que o Remo não assinasse contrato com o meia Lucas Sá, que havia sido anunciado pelo clube.

Outro que teve um problema identificado foi o atacante Edson Cariús, que teve uma discrepância entre as panturrilhas e precisará passar por uma recuperação, para que isso não se torne algo maior e que prejudique a temporada do atleta.

Jean Klay, médico do Remo, confirmou que o NASP passará por uma ampliação e que isso colocará o clube em um lugar diferenciado.

“O NASP não foi criado para tratar de lesão. É uma estrutura que foi feita para que se pudesse avaliar os atletas, trabalhar na prevenção e dar ao jogador um aumento de performance. Nesse período, foram criados protocolos e fluxos no clube, para que os atletas possam realmente tratar de tudo, utilizando o que temos de melhor”, disse.

Situado dentro das dependências do Baenão, o NASP foi pensado por Jean Klay, que visitou as estruturas de Corinthians (SP), Palmeiras (SP) e São Paulo (SP), para que fosse criado um conceito e dentro da realidade do clube. O Remo decidiu adotar o que o Palmeiras (SP) utilizava.

Atualmente, o NASP conta consultório médico, sala de fisiologia, enfermaria, sala multiprofissional, que inclui a área de nutrição, podologia, psicologia e serviço social, além espaço para exercício funcional, academia de musculação, sala da fisioterapia e “recovery”, com banheiras de hidromassagem.

O NASP será ampliado, com obras iniciado na próxima semana. Alguns detalhes foram informados pelo médico azulino, como a criação de uma sala de pilates, consultório odontológico, reforma da sala de imprensa, que passará a ser também um auditório, além das reformas da sala da comissão técnica, executivo, vestiários, área administrativa, refeitório, cozinha e lavanderia.

“O NASP já vai entrar em reforma nesta semana. O clube precisa expandir, pois é algo extremamente necessário. Já temos todos os equipamentos de pilates, adquirimos 2 equipamentos australianos para avaliações biomecânica dos atletas, cada um custando em torno de US$ 10 mil”, adiantou Jean Klay.

O médico azulino informou que cada jogador que chega ao clube passa por uma rigorosa análise, como 23 exames laboratoriais, eletro e ecocardiograma, avaliações de desiquilíbrio muscular, nutricional, fisiológico, teste de distorção física, além do “soccer test”, termografia e radiografias.

“Após tudo isso, soltamos um relatório para o clube e membros da comissão técnica sobre as condições físicas reais, para avaliar se o jogador vai para o treino, fica tratando de alguma lesão, desconforto. Todo jogador possui alguma mazela, algum trauma, mas geralmente o jogador não costuma dizer, então estamos justamente mostrando o caminho para que ele seja recuperado e dando performance”, explicou.

O Remo adotou algumas rotinas e protocolos, que vão desde o pré-treino, pós-treino, pré-jogo e pós-jogo. Casos como de Edson Cariús, que vai realizar um tratamento para que lá na frente possa estar 100%, são esclarecidos pelo NASP.

“Posso ter um craque, mas se não der condições para o jogador, ele não vai render. A diferença está na estrutura e nos detalhes, você precisa tirar o máximo dos atletas”, disse.

“O NASP foi criado por amigos, torcedores e beneméritos do Remo, que contribuíram para que tudo isso se tornasse realidade. Estamos finalizando os planos comerciais e iremos divulgar aos torcedores, empresários que queiram ajudar. O valor mínimo será de R$ 1 mil até R$ 10 mil. Cada valor terá um ‘prêmio’, como camisas oficiais, nome nas placas do NASP, camisas autografas, título de sócio-proprietário”, concluiu.

O Liberal.com, 14/03/2021

8 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns a todos os envolvidos no processo de crescimento do clube. Muito gratificante saber que o Clube do Remo está sob a tutela de pessoas comprometidas com a evolução do nosso leão.

  2. Parabéns ao Jean klay! Sempre vejo notícias positivas da atuação dele frente a área de saúde do Remo

  3. Infraestrutura, isso é fundamental.

    No Brasil, os políticos profissionais não gostam de obras de água e esgoto, por serem enterradas e, não terem muita visibilidade. E o povo, ignorante, aceita.

    Mas, as obras infraestruturais são as que dão estabilidade ao desenvolvimento, garantindo um futuro melhor.

    Parabéns ao NASP.

  4. Esse Jean Klay tem sido um grande profissional que compõe a estrutura administrativa do Remo. Agora sim, além do nome, o Clube tá tendo estrutura de time grande. Parabéns a todos os envolvidos nesse belíssimo trabalho.

  5. Tomara que torcida abrace esta e outra tantas causas que beneficiam o Remo hoje e futuramente. Reclamar e pedir contratação de jogador é fácil, quero ver é contribuir com o Clube!

  6. Altíssimo nível o trabalho do Dr Jean Klay e sua competente equipe, na saúde o Remo se estruturando como clube grande.

Comments are closed.