Remo 6×2 Manaus-AM (Hélio Borges, Pingo e Wallace)
Remo 6×2 Manaus-AM (Hélio Borges, Pingo e Wallace)

Chegou a hora da decisão! O Remo inicia neste domingo (21/02), em Brasília (DF), a final da Copa Verde 2020. O Leão tenta o título inédito do torneio regional diante do Brasiliense (DF), às 15h30, na Arena Mané Garrincha.

O time comandado pelo técnico Paulo Bonamigo chega à sua segunda final da Copa Verde e quer espantar de vez o “fantasma” da competição, já que na primeira vez em que decidiu o torneio deixou escapar a taça para o Cuiabá (MT).

A Copa Verde 2020 terá um campeão inédito na temporada e volta a marcar um confronto entre Pará e Distrito Federal na finalíssima. Nas outras duas oportunidades, um título para cada lado (Paysandu e Brasília-DF).

Buscando trazer na bagagem uma vantagem para o jogo de volta em Belém, o Leão terá um confronto da juventude contra a experiência.

Pelo lado azulino, o técnico Paulo Bonamigo conta com a molecada da base, os “crias” do Baenão – Hélio Borges, Pingo, Wallace, Laílson, Warley e Tiago Miranda.

Do outro lado, o adversário terá jogadores com rodagem, como o volante Radamés, ex-Paysandu, os meias Carlos Eduardo com passagens no futebol europeu e pelo Flamengo-RJ, e Zotti, que rodou o país e esteve no Remo em 2019, além do atacante Zé Love, ex-Santos-SP, artilheiro do clube candango, com 23 gols em 36 paridas na temporada 2020.

Para a partida, Bonamigo não poderá contar com o zagueiro Kevem, que se recupera de uma lesão na coxa. Fredson, que atuou contra o Manaus (AM) pela semifinal deve ser mantido na defesa ao lado de Rafael Jansen.

O Remo também possui jogadores experientes, como o goleiro Vinícius, os laterais Marlon e Wellington Silva, além dos jogadores de meio-campo Lucas Siqueira e Felipe Gedoz.

O meia, que vem desempenhando um bom futebol e caiu nas graças do torcedor azulino, disse que é preciso humildade e pés no chão para tentar um resultado positivo longe de Belém.

“Final não se joga, final se ganha. Estamos tendo mais uma oportunidade de jogar uma decisão e vamos com determinação, humildade e tentar trazer uma vantagem para o segundo jogo, que é dentro da nossa casa. Não conheço o Brasiliense (DF), mas não chegou à toa na final. Se está na decisão, é com méritos, possui bons jogadores”, falou.

O Liberal.com, 21/02/2021

2 COMENTÁRIOS

  1. Gedoz tem muita visão de jogo e técnica, o problema dele é sempre um toque a mais que esse tem, além de fazer muita pose pra matar e tocar a bola, se esse fosse mais dinâmico e rápido se pouparia mais e seria mais eficiente, 90% de sua cobranças de faltas são na barreira o mesmo mira muito o chute reto no gol, tem que tirar da berreiro e metendo o efeito tirando do goleiro ou fazendo o efeito pra dentro, dependendo da posição, mas tem uma bola venenosa nas faltas. Pra cima, hoje sai o seu gol de falta dele.

Comentários