Matheus Oliveira
Matheus Oliveira

As derrotas em casa para Ponte Preta (SP) e Londrina (PR) estão custando caro ao Remo. Foram 6 pontos entregues a adversários diretos na batalha pela permanência na Série B. Em 11º lugar até a rodada anterior, o time despencou para o 15º após os resultados desta 34ª rodada. A derrota para o CSA (AL) na sexta-feira (05/11) só aumentou o tamanho da encrenca.

Ainda dependendo de seu próprio esforço, o time precisa começar a se ajudar. Até a 33ª rodada, os resultados vinham favorecendo a campanha do Leão, pois os times da parte de baixo não conseguiam pontuar. Só que tudo mudou e agora o Remo está 2 à frente posições do Z4, correndo o risco de ser alcançado pelo Brusque (SC), 16º colocado, com 38 pontos.

A situação pode mudar com uma vitória diante do Operário (PR), nesta terça-feira (09/11), em Ponta Grossa (PR). É bom lembrar que uma vitória afasta o risco de queda.

Diante deste cenário, a pressão sobre a comissão técnica aumentou consideravelmente. A atuação desleixada frente ao time alagoano assustou a torcida, que passou a cobrar providências da diretoria.

Após reuniões sucessivas após o jogo em Maceió (AL), Felipe Conceição foi confirmado no cargo. Prevaleceu a avaliação de que uma mudança a esta altura traria risco de instabilidade e insucesso em campo.

Entretanto, para o confronto diante do Operário (PR), o time terá modificações importantes. É quase certa a escalação de Kevem, Pingo, Igor Fernandes e Matheus Oliveira para buscar a vitória.

Blog do Gerson Nogueira, 08/11/2021

9 COMENTÁRIOS

  1. Essa manchete é só um pouquinho menos mucurenta do que aquela outra.

    Mas, a frase “Só que tudo mudou e agora o Remo está 2 à frente posições do Z4, correndo o risco de ser alcançado pelo Brusque (SC), 16º colocado, com 38 pontos.”

    Demonstra que o escriba é mucurento da mesma laia do outro.

    O Remo já começou a 34ª rodada com essa mesma diferença de 3 pontos do Z-4. Nada m7dou nesse sentido. A posição na tabela, sim, ficou pior.

    Mas, o que importa é ficar na frente do primeiro no rebaixamento. Seja, nos pontos ganhos ou, nos critérios de desempate.

    Amanhã será mais uma oportunidade para sair da confusão….

  2. O só se salva se os adversários ajudarem, pois se depender do Tonho da Lua nós e estamos no mato sem cachorro.

  3. Já que o Remo “resolveu não se ajudar” nessa reta final, na “hora da onça beber água”, não vencendo mais, ainda assim mesmo se não vencer nenhuma das quatro partidas restantes, e, Londrina e Brusque também não vencerem nenhuma de suas quatro restantes, o “filho da glória e do triunfo” escaparia da queda na 16a. posição, caindo Londrina, Brusque, Vitória e Brasil (RS).

    Mas, desde que, Vitória não faça 7 pontos até a última rodada.

    Ou seja, essas combinações são remotamente realizáveis dentro das quatro linhas. Por isso é mais do que necessária uma simples vitória para os azulinos tirarem a “corda do pescoço” daquele leãozinho lá no gramado de Antônio Baena…

  4. Ele tem q apostar todas as fichas agora. Colocando Kevin, Erik flores, Igo Fernandes e Uchôa, Pingo e Marcos jr

  5. Só lembrando que os dois times precisam da vitória. Quem for mais eficaz e decisivo, vencerá.
    Lembrem do vexame aqui Belém, e se redimam lá, dêem o troco neles.
    Vcs devem isso a torcida e a vcs mesmos.

  6. Assim como ponte e londrina kos bateram em casa,vamos a casa do operário e VENCER essa partida!!!!

  7. Ele vai entrar de novo com Siqueira e Arthur. Aí fica difícil até ter vontade de ver o jogo. Por mais que eu ame o remo e difícil a diretoria deixar um time se afundando nas mãos de um treinador que se mostrou exatamente fraco nas últimas 10 rodadas

Comments are closed.