Felipe Conceição
Felipe Conceição

Com a saída de Felipe Conceição confirmada pelo Remo nesta quarta-feira (10/11), a passagem do técnico termina no Baenão com um aproveitamento baixo em relação aos profissionais que trabalharam nos últimos 2 anos no clube.

Em 28 jogos comandando o Leão nesta Série B, Conceição teve um aproveitamento de 44%, sendo o 2º pior entre os treinadores recentes, perdendo apenas para Eudes Pedro, que conquistou somente 33% dos pontos disputados, em 2019.

O ex-técnico Paulo Bonamigo, que levou o Remo a Série B na última temporada e iniciou a campanha este ano, teve 59% de rendimento no comando azulino.

Para o jogo contra o Manaus (AM), pela Copa Verde, o auxiliar de Felipe Conceição e coordenador técnico do clube, Netão, vai estar a frente do time enquanto que a diretoria corre atrás de um novo treinador para os jogos restantes da Série B e Copa Verde.

Confira os rendimentos dos últimos técnicos do Remo:

Netão (2019) – 61%
Márcio Fernandes (2019) – 79%
Eudes Pedro (2019) – 33%
Rafael Jacques (2020) – 71%
Mazola Júnior (2020) – 56%
Paulo Bonamigo (2020/21) – 59%
Felipe Conceição (2021) – 44%

Diário Online, 10/11/2021

6 COMENTÁRIOS

  1. Pontos com o conceição:

    11 vitórias = 33 pontos

    4 empates = 4 pontos

    13 derrotas = -39 pontos

    Total= – 2 pontos

    Saiu devendo pontos!

  2. Estava esperando essa matéria sair, li ontem. Mas tinha uma esperança dela não ser lançada nesse canal.
    Pra resumir, ela é extremamente tendenciosa e injusta. Outro dia eu fiz as contas do rendimento do Conceição, deu 44% mesmo. Fiz a projeção dessa porcentagem caso ele estivesse iniciado o campeonato, teríamos hoje 46 pontos, estaríamos salvos e na série B do ano que vem. Lembro que fiz anteriormente em uma matéria a comparação com a campanha do Bonamigo na série B, do início do campeonato, que deu em torno de 23%, que nos levaria ao rebaixamento precoce até, e chegamos à lanterna.
    Lembrando que tirando essas 3 últimas rodadas, o rendimento do Conceição era ainda maior de 50% (chegou na sua melhor fase a 57%).
    Então simplesmente pegar um número e jogar sem contexto algum é abominável, principalmente partindo-se de um jornal, que matéria mais mal intensionda!
    Bonamigo, que tenho admiração, fez campanha na série C, Eudes Pedro (que aliás estava ou ainda está trabalhando com o Cuca e vai ser campeão brasileiro) teve pouquíssimos jogos no comando do Remo todo esfacelado, o Jaques que muitos nem lembram que é, foi outro…
    Quando digo que a matéria é mal intencionada eu não aponto um motivo senão aquele de “dar matéria”, dar o que falar, com uma análise tão vazia, aproveitando da frustração do torcedor pra vir destilar aqui seu ódio contra uma pessoa que provavelmente não vai se defender.
    Ele teve erros? Sim. Ninguém discute, mas esperar o “cara” sair, aproveitar -se desse clima hostil que se tornou em torno dele, pra lançar esse tipo de matéria. Vou te contar. Eu esperava que ela não estivesse aqui.

    • É óbvio que a matemática não explica tudo e por vezes é utilizada “objetivamente” como a realidade concreta dos fatos, mesmo quando não é. Mas, por favor, relativismo também tem limite. Agradecemos ao Conceição pelo trabalho feito ao tirar o time da zona de rebaixamento e de certo conforto ao time na tabela durante um período do campeonato. PORÉM, a falta de variação no esquema de jogo, sua teimosia em insistir com determinados jogadores e improvisação de outros em posições sem qualquer expertise, prejudicaram demais os leão desde as primeiras rodadas do segundo turno. O remo parecia esperar sofrer o primeiro gol para depois reagir, e sempre as modificações praticamente depôs dos 30 minutos. Isso foi prática recorrente. A derrota para a ponte aqui em Belém foi o cúmulo. Na minha opinião a mudança de treinador já deveria ter sido desde aquele episódio. Ainda bem que a mudança veio, mesmo que tardiamente. Ainda acredito no leão!
      Saudações azulinas!

  3. O gás do Conceição acabou, estava inerte. Como sempre disse, treinou o time em um único esquema de jogo, e não pode dizer que não teve jogos e tempo. Remo precisava de uma motivação, estava morno. Agora vamos ver como irá ficar!

  4. O 3-5-2 esquema utilizado pelo Baptista no Mirassol, levou o time as semifinais perdendo apenas para o São Paulo que foi campeão.
    Sempre disse que o conceição poderia mudar o esquema quando jogasse em casa. Mas treinou somente em 1, deu certo no início. Mas quando um esquema dá certo, os outros técnicos estudam o desarme, e quando enfrentavam o Remo, sabiam o que fazer. Não a toa que perdemos ou empatamos várias vezes em casa.

  5. Tecnico fraco demais. Não entendo até hj pq o bonamigo não deu liga nessa serieB. Bando de jogador pilantra tb

Comments are closed.