Felipe Conceição
Felipe Conceição

Contratado em meio ao caos, o técnico Felipe Conceição chegou ao Remo com o clube na lanterna da Série B. Atualmente, 12 partidas depois, está lutando para chegar à primeira parte da tabela.

O comandante do Leão falou sobre Belém, torcida, carinho da torcida, família e projeções para o segundo turno da competição nacional.

O técnico de 41 anos possui no currículo passagens por clubes tradicionais do país e campanhas com recuperações impressionantes dentro da Série B, como ocorreu com Guarani (SP) e América (MG). O treinador citou como foi chegar ao Remo em meio à turbulência.

“Foi entrar em um carro a 140 quilômetros por hora, com o campeonato em andamento, poucos dias de treinamentos, muitos jogos. Um mês e meio, 11 jogos, está sendo intenso ainda esse processo inicial, mas todos me receberam muito bem, torcedores, funcionários. Hoje me sinto em casa e minha família também”, disse.

O comandante azulino tenta aproveitar ao máximo Belém nas poucas horas vagas que possui, sempre ao lado da família, que já se acostumou com o clima quente e a recepção calorosa do povo paraense.

“A família é fundamental, ela me acompanha e sempre digo que andamos juntos. É sempre bom ter ela por perto, dando força e energia. Isso me deixa feliz. Estamos conseguindo aproveitar a cidade dentro do possível, as crianças já estão estudando. O povo é acolhedor, humilde, simples e sincero e estamos gostando muito”, comentou.

Recentemente, o técnico esteve em um shopping da capital paraense aproveitando a folga com a família, mas os torcedores aproveitaram a chance para fazer registros com o Felipe Conceição, que definiu a torcida do Remo como “impressionante”, por esse curto período em que comanda o clube na Série B.

“O torcedor do Remo é impressionante. Ele vive o clube, uma identificação muito forte e sentimos isso andando na rua. Quando tem que cobrar, eles fazem também, sempre com muito respeito. Essa troca ajuda a gente, dá energia, mesmo naqueles dias de cansaço, pois lembramos do torcedor e continuo trabalhando forte pelo Remo”, falou.

O Remo atualmente está na segunda metade da tabela de classificação, com 26 pontos, mas também pode olhar para a parte de cima, já que 7 pontos separam o Leão do 4º colocado.

Faltando ainda todo o returno para o término da Série B e abrindo 7 pontos da zona de rebaixamento, Felipe Conceição garantiu que o momento é de preocupação e o foco é pensar em livrar o Remo da queda, para só depois buscar algo maior dentro da competição.

“Sou bem realista. Continuo com o mesmo pensamento da minha chegada, que é fazer o Remo permanecer na Série B e se distanciar cada vez mais da zona de rebaixamento, para chegarmos a uma pontuação de não ter chances de rebaixar. A partir desse momento, vamos analisar como estará o campeonato e o que pode ser feito, mas sem perder o foco no agora, que é o principal objetivo, sempre pensando jogo a jogo”, frisou.

Desde que chegou para comandar o Remo, Felipe Conceição ajudou o time a conquistar 19 pontos, principalmente dentro de casa, mas também longe da capital paraense. O técnico ainda acredita em uma evolução maior do time, mas lamentou o pouco tempo para treino. Apesar disso, garantiu que vai trabalhar forte para tentar extrair o máximo dos atletas em campo.

“Ainda falta muito trabalho. Estamos só iniciando, construindo uma maneira de jogar, melhorando os atletas dentro dessa proposta, passando um entendimento maior a cada partida, mesmo com pouco tempo para treinamentos. É lógico que o desempenho da equipe melhorou e os números mostram isso, mas temos muito trabalho, pois é uma luta diária”, finalizou.

Felipe Conceição já treinou o Cruzeiro (MG) na Série B deste ano, mas foi demitido pelo clube mineiro, que vive um momento muito delicado e está pelo segundo ano consecutivo longe da Série A. Comandando o Remo, o técnico conseguiu vitórias importantes contra o próprio Cruzeiro (MG) e contra o Vasco (RJ), ambas dentro do Baenão, tendo o estádio azulino como aliado do elenco na disputa da Série B.

O Liberal, 22/08/2021

15 COMENTÁRIOS

  1. Conceição, discurso muito bonito, o que não e, é ficar refém de jogador. Assim como jogador, tentar preservar o seu nome, o técnico também. O Remo perdeu o jogo puro medo, apostou na experiência e nome, seu mal. Gedoz, já teve todos as oportunidade para voltar ao mercado, mas, parece que ele não quer, bota no banco que você vai fazer um grande favor a ele. Como observador leigo, vejo o Remo jogar melhor sem ele, se ele é o maior salário, paciência, investimento errado. Marlon e Jansen, se até agora, não apreenderam a usar o freio e retrovisores e só sabem usar a marreta, é melhor desistir. Boa sorte nos próximos jogos, você é o dono de sua carreira, seja neimar, Messi, Felipe gedoz ou qualquer outro jogador que não esteja bem, é banco.

  2. A torcida gosta de treinadores como Bonamigo pela identificaçao e bom trabalho esperamos que aconteça com vc Felipe Conceiçao acredite que seu trabalho pode ter um grande sucesso pq no Remo a gente acredita ate o fim. Contra o Brasil de Pelotas vamos pra cima Leao !!!

  3. O remo precisa pensar a partir de agora em crescer em todos os sentidos, pensar em crescer, vencer, brigar p coisas maiores, a torcida não merece mais frustrações, já foram tantas ! Merecemos algo a mais , brigas sempre em cima da tabela, almejar títulos, conquistas !! Torcida gigante, i.ensa , uma nação, merece respeito , merece o topo !!

  4. Concordo com o comentário acima Gedoz foi muito importante mas tá mal, jogamos com dez, não marca, não constrói, não cria, enfim tem que sair do time.
    Precisamos urgente ir ao mercado, não temos substitutos a altura, não adianta ficar tentando utilizar tapa buracos, o tempo passa e os pontos também.

  5. Concordo com permanecer na serie B para o ano, mas pra isso precisamos fazer 20pontos no minimo dos 18jogos que faltam.Este 2 turno vai ser muito dificl a CBF vai querer ajudar VITORIA,CRUZEIRO E P.PRETA a diretoria tem que ficar de olho aberto,eles nao gostam de time do NORTE.

    • É o que eu tenho falado, o Remo tem que escapar dessa zona da confusão porque se chegar nas últimas rodadas precisando vencer os queridinhos da CBF/Globo pra escapar da degola, estaremos fritos nas mãos do VAR (Vamos Rebaixar o Remo). Um fato que me deixou perplexo, foi descobrir em um canal remista que os diretores ainda não cogitam a contratação de um lateral esquerdo, pode isso?

        • Foi o próprio diretor que falou para o dono canal as posições que pretendia reforçar e não era a lateral esquerda. Isso leva a crer que estão felizes com Igor Fernandes e Marlon

  6. Felipe Conceição ainda está com crédito. MAS, professor, Porque insistir com o Gorne? Porque insistir com falso 09 gedoz? quando temos dois pontas que podem ser lançados justamente pelo GEDOZ que é bom nisso! que tal experimentar o Jefferson de centro avante?

    • Quem estuda para tirar 5 pontos só para não reprovar, tem que ter certeza do que respondeu, se não mano, vai ficar lascado. É caso do Remo, jogar apenas para permanece na série B, se alguma coisa dé errado, a C é o lugar certo, com 100% de acerto.

  7. Gorne, Gedoz, Lucas Siqueira, Marcos Junior ( pior jogador do elenco ), Kevem, Marlon, Igor Fernandes, Fredson, Jansem, olha quanto dinheiro desperdiçado contratando estes tipos de jogadores de série D, diretores de futebol do Remo INAPTOS…..

  8. A torcida confia no seu trabalho. Quem trabalha com humildade e transparência, Deus ajuda.

Comments are closed.