Arthur
Arthur

Um dos maiores destaques do Campeonato Paraense, o volante Arthur, ex-Tuna, é um dos mais novos reforços do Clube do Remo e chega para contribuir com o Leão no restante da temporada 2021. O jogador de 29 anos falou sobre o trabalho que realizou no Parazão e agradeceu à Lusa pela oportunidade.

“Tudo o que um jogador quer na carreira é ser reconhecido pelo que produz dentro de campo e ter seu trabalho valorizado. Preciso agradecer à Tuna também pela oportunidade que me deu, por ter acreditado em mim. Lá, fiz o meu melhor, como sempre faço por onde passo, e fui eleito para a seleção do campeonato”, comentou.

O volante contou um pouco sobre sua história até chegar ao futebol profissional. Na trajetória, teve que largar as quatro linhas para trabalhar aos 16 anos de idade, serviu o Exército Brasileiro e retornou ao sonho de criança após incentivo de um sargento.

Arthur comentou que já teve sondagens de equipes para disputar a Série B, mas somente agora, com o Clube do Remo, o contrato veio.

“Iniciei no futebol aos 16 anos, no juvenil da cidade de Magé (RJ), mas não fiquei muito tempo pois não tinha apoio financeiro e tive que trabalhar. Até servi no Exército durante um ano, mas através de um sargento que me incentivou a voltar a jogar, saí do Exército e fui fazer teste no Serrano (RJ), clube da Série C do Campeonato Carioca”, lembrou.

“Fui capitão e campeão pelos juniores no ano de 2011 e lá me profissionalizei. Esse meu início no futebol mostra o quão resiliente sou. Há 2 anos (2019) havia feito um excelente campeonato estadual no Mato Grosso e fui eleito melhor meio-campo. Tive sondagens de clubes da Série B do Brasileirão na época, mas infelizmente não vingaram. Poderia citar inúmeras vezes que me destaquei em Estaduais e tive sondagens que não se concretizaram”, falou.

“Hoje, contratado pelo Remo, me vem um filme à memória, pois lutei muito para chegar até aqui. Chegar em um clube como o Remo é gratificante demais e tenho certeza que dedicação e empenho não faltarão”, continuou.

O Leão volta a disputar a Série B após longos 13 anos distante e com a expectativa para fazer uma boa temporada. Para Arthur, o objetivo principal do clube deve ser o pensamento no acesso, mas o volante pregou cautela, dizendo que os azulinos devem pensar passo a passo.

“Pode ser considerada uma grande chance, sim! Aqui no Remo terei a oportunidade de jogar uma competição fortíssima como a Série B do Brasileirão e poder provar meu potencial. Acredito que todos os jogadores querem competições fortes e desafios. Não sou diferente. Aqui no Remo espero jogar no mais alto nível e colaborar com a equipe no que for preciso para alcançar o acesso. Vamos jogo a jogo, um passo de cada vez, mas chego para agregar. Estou totalmente à disposição da comissão e companheiros de clube para realizarmos um grande trabalho”, falou.

Quando ainda defendia a Tuna, o jogador falou sobre a adaptação que estava tendo na capital paraense e um dos temas abordados foi sobre as comidas típicas da região. À época, ele falou sobre os companheiros recomendarem experimentar o tacacá e o açaí.

“Sobre o tacacá, confesso que não experimentei, mas o açaí já estou mais familiarizado e como com frequência. Porém, admito que não como açaí sem açúcar”, revelou o novo jogador do Leão, que já realizou os exames médicos e será integrado ao elenco nos próximos dias.

Diário Online, 01/06/2021

14 COMENTÁRIOS

  1. Artur ei tenho duas coisas pra lhe dizer. Seja bem vindo . A outra é.
    Se for pra você jogar como alguns desse time que , jogou
    hoje contra o atlético Mineiro que parece
    que estavam quase todos doentes, sem vontade sem garra jogando com medo eu digo, é melhor você não ficar, porque o primeiro tempo do jogo do remo foi um bando de froxo medrosso que estavam em campo contra o atlético, bonamigo quer quer isso, esse time foi uma vergonha pra torcida para o estado do Pará, caramba meu irmão que sacanagem um negócio desse é muita sacanagem, a melhor resposta do jogo de hoje é da uma goleada nesse tal Brasil de Pelotas. SE NAO O BICHO PEGAR PRA VOCÊS.

    • Cara o q o Arthur tem aa vê com isso, ele q seja bem vindo e q possa mostrar o seu trabalho. Caramba tem torcedor q já deixa em Pânico, o q vc está fazendo uma ameaça aí jogador q nem jogou ainda. Vai secar na casa do cacete, são torcedores q não agregam nada ao Remo. Nossa obrigação é torcer e não colocar os jogadores na parede, vai te lascar.

  2. Que adianta se o Bonamigo não vai deixar o cara jogar?
    Presidente traga o Professor Márcio Fernandes, pelo menos o remo jogava um futebol de toque de bola e jogadas ensaiadas, e ele tira o Henan e o Dudu do Vila e trás com ele!
    O time do Bonamigo não vi uma jogada!

  3. Marcio Fernandez amarelou no final. Deixa o Bonamigo, além de ser bom técnico, não se deve avalia lo por uma partida. o Cara chegou em 3 finais, falar contra ele é ser do lado da mucura.

  4. Ei Danielson,nicolas custa CINCO MILHOES pra sair da mucura…nao vale nem a metade!

  5. Pedir pra tirar Bonamigo é até sacanagem mesmo,um técnico que deu uma cara pro time hoje em dia podemos dizer que temos um time devido a organização que ele deu, infelizmente ainda não acertou a zaga pois tem que entrosar e precisamos de um atacante que faça gols e mercado não temos opções no meu ponto de vista.

  6. Quem pede para tirar o Paulo Bonamigo definitivamente não entende de futebol, pra cima leão…. Vamos pra cima Bonamigo eu confio no seu trabalho.

Comments are closed.