Paulo Bonamigo
Paulo Bonamigo

A dois dias do clássico Re-Pa que pode definir o acesso de uma das duas equipes à Série B em 2021, o técnico Paulo Bonamigo lembrou que a caminhada do Remo não foi fácil durante esta Série C.

Até o momento, foram 22 jogos na competição, com 10 vitórias, 8 empates e apenas 4 derrotas. Durante este período, 2 técnicos passaram pelo Baenão. Após uma instabilidade dentro de campo com Mazola Júnior, Paulo Bonamigo assumiu a equipe em setembro e conseguiu engrenar um trabalho que resultou na classificação para o quadrangular do acesso.

“Está próximo, mas ainda é árduo. Foi com muito sacrifício do grupo, todos trabalhando no seu limite. Sem dúvida, temos que continuar. A caminhada é de 180 minutos e vamos firmes no propósito. O ideal seria jogar no mesmo horário (de Londrina-PR × Ypiranga-RS), para ninguém ter benefício e saber o que acontece, mas é regulamento e não tem o que ser discutido”, disse.

“É um Re-Pa histórico, porque são duas equipes buscando o acesso para uma Série B, que é competitiva. Sabemos que é um passo que o Remo pode dar em termos de crescimento. Agora é hora de fazermos nossa parte, o caminho está sendo traçado. São 2 jogos. Primeiro, o clássico”, continuou.

O treinador azulino já sabe como quer ver o Re-Pa dentro de campo. Para isso, ele destacou que são nestes tipos de jogos que “o grande jogador” aparece. Bonamigo espera ainda que os jogadores azulinos estejam “inspirados”.

“Gostaria que fosse um Re-Pa bem jogado. Claro que queremos a vitória, mas queremos poder mostrar que o grande jogador aparece no momento do clássico. Essa é a motivação que se espera, que nossos atletas azulinos estejam inspirados. Porque clássicos consagram grandes jogadores. Esperamos e estamos muito confiantes”, falou.

Sem divulgar muitas imagens dos treinos, o técnico Paulo Bonamigo vem intensificando o trabalho técnico e tático durante esta semana e vem testando algumas mudanças na equipe, como as entradas de Fredson e Rafael Jansen, para formar dupla com Mimica na zaga, além de Eduardo Ramos na vaga de Felipe Gedoz.

Apesar disso, Bonamigo manteve o mistério ao falar sobre o retorno de Jansen, que está em fase final de recuperação de uma entorse no joelho direito, assim como quem vai formar o time titular diante o Paysandu.

“Nomes nos clássicos, começar o jogo, isso fica muito por questão de torcida, mas temos uma base construída e deve ser mantida. Esperamos motivá-los da melhor maneira possível. Teremos uma equipe com bastante equilíbrio, muita organização, motivação sem excesso no jogo, porque é aí que ocorre a expulsão. Dar equilíbrio, tranquilidade, sabendo que são 90 minutos de uma partida de futebol que tem responsabilidade grande, mas que sabemos que temos que entrar e dar nosso melhor”, apontou.

“Foco, determinação, vontade, merecimento, porque ninguém chega ao acesso sem méritos. São duas equipes que cresceram muito na competição e estão muito fortes. Será um clássico de equilíbrio e vamos motivar nossa equipe para vencer”, concluiu.

O Leão volta a campo neste domingo (10/01), a partir das 18h, para enfrentar o Paysandu, no Mangueirão. O jogo é válido pela 5ª rodada do quadrangular do acesso na Série C e terá transmissão ao vivo e exclusiva pela DAZN. Clique aqui para fazer sua assinatura agora e ganhe 30 dias grátis.

Roma News, 08/01/2021

10 COMENTÁRIOS

  1. Verdade, jogo com muita emoção e interesse econômico. Tem que jogar com inteligência e não ter expulsão. Marcar em cima e atacar com velocidade, pq a zaga deles é lenta.
    Vai dá certo no final.
    Leão vence e acontece um empate em Londrina.
    2 x 0 pro Remo
    1 x 1 em Londrina.
    Mala vem pra Belém no último jogo!

  2. Jorge Allan Gomes o Leão tem aproximadamente 85% de conseguir o aceso entretanto basta que vença um dos dois duelos finais que o acesso estará sacramentado porém vencer os dois últimos duelos a probabilidade deve ficar em torno de 50%, ou seja é mais fácil alcançar o acesso vencendo apenas um duelo. Eu fiz um comentário onde disse que a renda virtual de R$ 200.000,00 do último duelo animou sobremaneira a disposição do Time em conseguir o acesso, no duelo contra o PSC a arrecadação virtual será também impressionante. A contagem regressiva para o acesso está em andamento, a concentração está no máximo, o acesso histórico está ás portas, para mim o acesso parece um sonho, algo quase inacreditável é gol…ol…ol do Remo.

    • Que história é esta de vencer apenas um duelo, tu estás querendo que o Leão perca pra mucura e vença o londrina? Nada disso o Leão vai meter o cacete na mucura e londrina, eu quero ser bi campeão e não o segundo lugar. Tu estás parecendo torcedor da mucura infiltrado no site azulino.

  3. O Remo tem diretoria, treinador e jogadores altamente capacitados e comprometidos com o clube e sua imensa torcida, para acessar a série B sendo campeão da série C. Não é um simples sonho, é realidade. Claro que os adversários lutarão bastante para impedir essa caminhada, contudo, jogando com esse único objetivo, ofensivamente determinado, chegaremos lá.
    Vale lembrar que o Remo já goleou o Palmeiras (3X0) e o Guarani de Campinas (5X1), em Belém, e eles foram respectivamente Campeão e Vice do campeonato brasileiro, na década de 70.
    Portanto, a derrota do Remo frente ao Ypiranga não diminui em nada a grande possibilidade de sermos campeões da série C. Por isso, vamos em frente Leão….

  4. Remo 100 % porque a primeira partida do remo na copa verde estar marcada para o mangueirão se o baenão já estará pronto até lá ou ainda o presidente irá pedir a transferencia.

  5. O Treinador Paulo Bonamigo deverá seguir com o seu bom trabalho até aqui desenvolvido.

    Assim sendo, a onzena titular, possivelmente, será formada pelos jogadores que mais iniciaram os jogos.

    Nas 15 partidas, da Era Bonamigo, os titulares mais frequentes foram:

    Vinícius (15 vezes).
    Ricardo Luz (15). Mimica (11), Rafael Jansen (12) e, Marlon (13).
    Lucas Siqueira (13), Charles (11) e, Felipe Gedoz (7).
    Hélio Borges (14), Salah-tiel (7) e, Tcharlles (11).

    Portanto, para Paulo Bonamigo, seguindo suas convicções, esses serão os “onze guerreiros do ascenso”

Comentários