Douglas Packer e Eduardo Ramos
Douglas Packer e Eduardo Ramos

O recomeço das competições, após a quarentena, ainda sob limitações impostas pela pandemia, pede maior rotatividade de jogadores. Por isso, a Fifa ampliou as substituições de 3 para 5 jogadores.

A necessidade de “rodar” os atletas leva os técnicos a treinar diversas escalações e ajustar seus times às mudanças forçadas por fatores fisiológicos. Portanto, o que muitos tratam como dúvidas dos técnicos, nos treinos, são alternativas experimentadas para a rotatividade.

Em geral, os técnicos irão ao limite de 16 jogadores acionados a cada jogo, o que exige adequações em todo o trabalho e uma visão bem flexível dos analistas. Para os atletas antes pouco acionados, é a certeza de mais espaço.

Coluna de Carlos Ferreira, O Liberal, 30/07/2020

1 COMENTÁRIO

  1. Ótimo para quem tem um elenco forte e reservas a altura dos titulares,quem tiver isso vai poder jogar bem os 90 minutos evitando queda de rendimento na segunda etapa é claro que isso é na teoria em breve veremos na prática.

Comentários