Copa Verde
Copa Verde

Antes do coronavírus, com o calendário do futebol brasileiro fluindo normalmente, já eram alimentadas diversas dúvidas sobre a Copa Verde, sem que a CBF se pronunciasse.

Agora, as dúvidas se generalizaram e abrangeram todas as competições. Nesse caos, o que dizer da Copa Verde?

Ninguém tem resposta definitiva sobre nada, mas embora vista como inexpressiva, a competição tem um grande significado político para a Confederação Brasileira de Futebol. Com 11 Estados e o Distrito Federal, é uma competição que engloba 45% dos votos federacionistas na CBF.

Para qualquer clube desse universo, é muito importante o acesso à fase de oitavas de final da Copa do Brasil, com R$ 2,5 milhões de cota. Motivos de sobra para a CBF dar um jeito!

Por tratar-se de uma competição enxuta e conciliável para os clubes, certamente a CBF só deixaria de realizá-la se Federações e clubes não fizessem questão.

O torneio passa ótimas perspectivas para a dupla Re-Pa no que diz respeito a dinheiro, glória e visibilidade. A Copa Verde não é a “menina dos olhos” de ninguém, mas leva a um bom caminho.

Coluna de Carlos Ferreira, O Liberal, 24/03/2020

Comentários