Rony
Rony

Além do Corinthians (SP), que já fez até proposta (em torno de R$ 34 milhões) para fechar a contratação, o ex-atacante azulino Rony passa a ser cobiçado pelo Palmeiras (SP), que anda discreto quanto a gastanças neste começo de temporada.

O alvinegro paulista parece mais próximo de um acordo com o clube paranaense, visto que Rony tem interesse em refazer a parceria com o técnico Tiago Nunes, hoje no Corinthians (SP).

Aos 24 anos, o atacante paraense colhe os benefícios de uma temporada primorosa pelo Athlético (PR) em 2019. Destaque da equipe campeã da Copa do Brasil, Rony nem está participando do giro que o clube faz pela Argentina, cumprindo amistosos de preparação.

O maior problema para fechamento de negócio é o valor da multa contratual, estipulada em 12 milhões de euros (cerca de R$ 55 milhões), mas a imprensa paranaense informa que o Athlético (PR) está disposto a negociar um percentual menor dos direitos econômicos.

Como os rivais paulistas já travaram – e perderam – um duelo por Michael, revelação do Goiás (GO) que acabou negociado com o Flamengo (RJ), o esforço de ambos agora é redobrado para ter Rony, um atacante bem mais talentoso, pronto e qualificado que o novo reforço rubro-negro.

Caso Rony se transfira para um dos grandes de São Paulo, por quantia em torno de R$ 50 milhões, será o maior valor já pago por um atleta paraense em todos os tempos. De quebra, garante o repasse de 3% aos cofres do Remo, por ser clube formador.

Em tese, Rony ficará mais próximo de uma eventual convocação para a Seleção Brasileira, principalmente se for jogar no Corinthians (SP), que é notoriamente uma espécie de almoxarifado de Tite.

Blog do Gerson Nogueira, 17/01/2020

4 COMENTÁRIOS

  1. Alguém tem que avisar o Rony que o Luxemburgo não gosta muito dos jogadores paraenses, pelo menos, foi assim com o Giovanni e o Arinelson, no Santos. O mais prudente é ele ir para o Corinthians do Tiago Nunes.

    • O importante é ele ir pra onde vai ganhar mais dinheiro. Afinal é isso que importa para o empresário dele e para o Remo também

  2. Foi o Luxemburgo que levou o Arinelson para o Santos, o problema desse jogador foi extra campo, muita barca.

Comments are closed.