Wallace
Wallace

Sem prazo para o retorno oficial das competições esportivas, os jogadores do Clube do Remo e comissão técnica têm seguido à risca a recomendação de isolamento para evitar contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19). Tal medida, naturalmente, impedirá com que os profissionais deem sequência na programação de treinamentos coletivos, algo que já foi suspenso pela direção azulina.

Internamente, os responsáveis pela preparação dos atletas destacaram que o impacto será significativo quando o Parazão ou Série C tornarem a ser realizados.

Para minimizar o baque, nesse primeiro momento, o foco será no condicionamento, para que seja mantida uma base física estruturada até o momento.

“Nossa preocupação, nesse momento, é de alguma forma de manter o condicionamento físico dos atletas, porque a dinâmica de grupo está prejudicada. Muito provavelmente, nessa semana, vamos realizar reuniões online para que possamos, de alguma forma, orientá-los”, disse o diretor do Departamento Médico remista, Jean Kley, ao comentar que será avalizada a vacinação de imunização contra H1N1, na próxima semana.

No caso de alguns jogadores que não contarem com o material indicado para as atividades individuais, o dirigente adiantou que será realizado um empréstimo dos itens via Núcleo Azulino de Saúde e Performance (NASP) para o auxílio.

Ainda de acordo com Jean Kley, nesse momento, é imprescindível a readaptação coletiva, visto que todos estão na mesma situação, no ponto de vista esportivo, pela paralisação do Campeonato Paraense.

“É um momento diferente, que não sabemos quando voltará às condições normais, no mínimo 2 ou 3 meses. Nós, da área da saúde, que estamos na linha de frente, procuramos, inicialmente, preservar o desempenho, principalmente por tratar-se de um esporte coletivo”, explicou.

Diário do Pará, 24/03/2020

Comentários