Wallace e Eduardo Ramos
Wallace e Eduardo Ramos

No último treino em Belém antes da viagem para Fortaleza (CE), onde encara o Ferroviário (CE) neste sábado (17/10), o técnico Paulo Bonamigo seguiu com uma dúvida na escalação do Leão na busca pela 4ª vitória seguida na competição.

Com 4 desfalques por conta da Covid-19, Bonamigo deve promover as entradas de Fredson na vaga de Gilberto Alemão e Gelson no posto de Lucas Siqueira. Por outro lado, a volta de Eduardo Ramos ao time titular, recuperado da Covid-19, deve culminar na saída de um dos atacantes. Pelos últimos jogos, a tendência é que Tcharlles perca a posição.

“Ele (Eduardo Ramos) está treinando com a gente. É bom que ele retorne, é uma referência nossa de liderança. Vamos planejar. É um jogador que pode jogar um tempo, 60 minutos, vai depender dele mesmo pelo tempo em que ficou fora, como o próprio João Diogo, que retornou e vai ficar a disposição para ajudar no jogo”, disse.

“Aqui todos são importantes. Normalmente não costumo lamentar ausência. Temos que motivar quem vai entrar. É nesse sentido que estou trabalhando com meu grupo, no sentido de que todos são importantes e tem sido assim nos jogos que temos feito”, completou.

O comandante azulino apostou em um jogo complicado em Fortaleza (CE) contra o Ferroviário (CE). Apesar do adversário não viver um bom momento dentro da competição, Bonamigo lembrou que eles possuem uma equipe qualificada, que já figurou na liderança do Grupo A. Além disso, pregou que o Leão deverá ter equilíbrio emocional e qualidade para aproveitar as oportunidades de gol durante os 90 minutos.

“Um jogo de grande dificuldade. Vamos precisar ter uma equipe bastante equilibrada emocionalmente, competitiva taticamente, marcando o adversário e saindo para jogar, que tenha confiança naquilo que vá fazer. Vamos jogar em um campo neutro, que propicia a prática de um bom futebol. Que tenhamos a qualidade presente, porque sem qualidade a gente não consegue fazer os gols. Vamos enfrentar um adversário que tem ótimos jogadores e que já foi líder da competição. Temos que ir para Fortaleza (CE) com uma disciplina tática fundamental para conseguir o resultado”, declarou.

Este será o primeiro jogo de Paulo Bonamigo como técnico do Remo longe de Belém. Segundo ele, a postura do Leão será a mesma dos jogos em casa.

“Estamos identificando uma forma, uma linha de conduta de marcação. Evidente que em determinados momentos não vamos conseguir propor o jogo e dominar o adversário. Eles também são uma equipe que gostam de propor o jogo, ficar com a bola. São duas equipes que vão buscar jogar e isso é importante. Temos que ser mais criativos e mais personalizados para no momento em que estiver melhor na partida, sermos efetivos para conseguir vencer o jogo”, concluiu.

Paulo Bonamigo deverá escalar o Remo com: Vinícius; Ricardo Luz, Fredson, Rafael Jansen e Marlon; Charles, Gelson e Carlos Alberto; Hélio Borges, Eduardo Ramos (Tcharlles) e Wallace.

O Leão volta a campo no sábado (17/10), às 17h, para enfrentar o Ferroviário (CE), na Arena Castelão, em Fortaleza (CE). O jogo é válido pela 11ª rodada da Série C e terá transmissão ao vivo e exclusiva pela DAZN. Clique aqui para fazer sua assinatura agora e ganhe 30 dias grátis.

Roma News, 16/10/2020

11 COMENTÁRIOS

      • Djalma? Não, Djalma, não! Gelson é melhor. Tem também o Lailson. Pô! Djalma! Muito fraco esse jogador. Não tem a cara do Remo. É jogador entreguista, ou seja, na dificuldade se entrega, não tem garra, não tem superação. Esse Djalma e Ermel, poderiam encabeçar o próximo bonde dispensados eu acho.

  1. Como já disse antes, o Tharles tem uma qualidade que ainda não vi nos outros atacantes, que é, fazer muito bem o pivô e proteção da bola. Isso abre brechas pra outros atacantes e meias chegarem ao gol adversário.
    Além do que, também não deixa os zagueiros contrários muito à vontade pra subir ao ataque!
    Enfim, que nosso LEÃO vença mais uma, rumo ao ACESSO!

  2. …Força Leão! Contamos com muita luta e determinação…Meu receio é só o destemperado infantil Fredson, e a falta de Sangue no Gelson…Fora disso, boto Fé…De repente, essa Dupla, deve ter sido reinvetada pelo Bonamigo…

  3. Fredson e Gelson, acredito, se enrolavam por causa do esquema tático do Mazola, que deixava os jogadores na dúvida do que fazer: defender, atacar ou ficar segurando o jogo. Portanto, agora há uma definição mais clara do que se deseja de todos em campo.

  4. Acho que o Jamil esqueceu que teve um jogo aí que o Remo ganhou com 1 a menos em campo!
    E quem justamente entrou e mudou o panorama do jogo foi o Djalma!
    Foi incansável, defendendo e atacando também!
    Como já vi ele fazer em vários jogos!
    Muito diferente desse Gelson! Cara parece que nem sangue tem!
    O que tá realmente atrapalhando o desempenho do Djalma são essas contusões. Mas,sou mais ele! Até porque, possui o sangue paraense nas veias!
    Tal qual os outros, que vêm resolvendo a parada!

Comentários