Djalma
Djalma

Depois do clássico nem tão intenso do final de semana, o Remo se reapresentou aos treinos nesta segunda-feira (07/12). O foco é a preparação para a estreia no quadrangular final, diante do Londrina (PR). O Leão já sabe que o duelo será no próximo sábado (12/12), às 17h, no estádio do Café, no interior do Paraná.

Iniciar a campanha pelo acesso fora de casa não é uma grande preocupação, segundo avaliou o volante Djalma.

“Do mesmo jeito que será estrear fora, estrear dentro também seria muito difícil. Acho que nessa fase da competição a gente não pode escolher nada, seja adversário ou se vai jogar fora ou dentro de casa. O importante é que a gente possa fazer nosso jogo, possa se impor e conseguir nossos objetivos no decorrer do campeonato”, frisou.

A movimentação desta segunda-feira (07/12) teve grupos divididos. Os que atuaram 90 minutos no Re-Pa fizeram exercícios regenerativos, enquanto os demais foram ao gramado do Baenão para trabalhos técnico e táticos em campo reduzido com o técnico Paulo Bonamigo.

O meia Eduardo Ramos e o atacante Wallace seguem separados do elenco, tratando problemas musculares.

Após longo período fora do time, Djalma comemorou a oportunidade de retornar a campo logo no clássico diante do Paysandu. Foi a chance de retomar o preparo físico antes da etapa mais importante da Série C.

“Estava há quase 2 meses sem jogar por essa lesão que tive de grau 3 no adutor. Tive essa oportunidade de jogar no sábado (05/12), um clássico, em que a gente já estava classificado e o professor colocou alguns jogadores que não vinham jogando para dar ritmo. Me senti muito bem, movimentei muito bem, tive uma parte física muito boa também. Espero, no decorrer da competição, poder estar ajudando o Remo”, contou o jogador.

“Todo jogador gosta de estar jogando, gosta de ter sequência. Sobre isso, só quem pode falar e fazer é o professor Bonamigo. Estou pronto para ajudar, estou trabalhando todo esse tempo. Ele vem me dando muita moral, como a gente diz no futebol, muita atenção, sempre me cobra muito. Se quiser me escalar, estou ali para ajudar”, completou.

Além de Londrina (PR), o Remo terá Ypiranga (RS) e Paysandu como adversários no quadrangular do acesso. Sobre os rivais paraenses estarem no mesmo grupo, o volante azulino não achou ruim.

“Acho bom. Vai ser importante para a cidade e para nós, jogadores. Nesse momento bom, que classificamos, não temos que escolher adversário. Temos que se impor e fazer de tudo para conseguir o tão sonhado acesso. Vai ser muito difícil, mas vamos estar lutando para conseguir”, disse.

“É o nosso maior rival, mas é só mais um adversário também, até porque vamos encarar todos os jogos como uma final de campeonato. É difícil, sabemos que será um clássico, mas temos primeiro que pensar no Londrina (PR)”, avaliou.

Djalma também passou suas impressões sobre os adversários que vieram do Grupo B. Ele acredita que o quadrangular será bastante concorrido, mas confia no trabalho do grupo azulino.

“É uma chave muito difícil, que creio ser até mais difícil que a outra. Tem o clássico e tem os times do Sul, que brigam muito, cuja parte física se sobressai, mas temos um time muito técnico, um treinador muito inteligente que vai passar os pontos fracos do adversário para a gente”, concluiu.

O Leão volta a campo neste sábado, a partir das 17h, para enfrentar o Londrina (PR), no Estádio do Café, em Londrina (PR). O jogo é válido pela 1ª rodada do quadrangular do acesso na Série C e terá transmissão ao vivo e exclusiva pela DAZN. Clique aqui para fazer sua assinatura agora e ganhe 30 dias grátis.

Sequência no Remo no quadrangular:

Londrina-PR × Remo – 12/12 (sábado), 17h, estádio do Café
Remo × Paysandu – 20/12 (domingo), 18h, Mangueirão
Remo × Ypiranga-RS – 27/12 (domingo), 18h, Mangueirão
Ypiranga-RS × Remo – 03/01 (domingo), 20h, Colosso da Lagoa
Paysandu × Remo – 10/01 (domingo), 18h, Mangueirão
Remo × Londrina-PR – 16/01 (sábado), 17h, Mangueirão

Globo Esporte.com, 07/12/2020

11 COMENTÁRIOS

  1. “Quem é Djalma mesmo, hein, gente”??? Algum “jogador recém-contratado”??? Já “VAI PODER JOGAR” no próximo jogo do Leão??? Já está inscrito no BID, no BIRA, na NASA, no Quem São Eles, no Rancho…??? Tomara que seja bom de bola!!!

    • Questão é ele jogar contra o time que o formou e ganhar. Acho que ainda não ganhou nenhum confronto. É!!! Ele precisa ganhar do time do outro lado, afinal quem está dando o sustento dele e da família é o Remo. Alguns aqui elogiam, isso e aquilo outro. Mas, estou esperando ainda que esse profissional jogue no Remo, ainda não jogou. Já estava em clubes de menor porte e o Netão inventou esse jogador, o Remo prestigiou, contratou e renovou contrato. Mas, ele precisa justificar, na minha opinião, e retribuir ao Remo. É o que penso. Ainda está devendo e muito!

      • os insucessos contra a mucura não pode ser atribuída a um jogador! ele fez boas partidas, mas foi pouco usado em sua posição, sempre jogou improvisado na lateral ou mesmo de cabeça de área, quase um zagueiro! para mim, ele é o reserva imediato do Lucas Siqueira!

        • Não penso como você. Mas, respeito sua opinião. Vou procurar para ver se acho essas boas partidas que eu não vi. Por outro lado, dizer que é um excelente jogador como li aqui ,também não dá né! Então o Ricardo Luz ou o Lucas Siqueira, , por exemplo, são jogadores péssimos, porque teremos que inverter a escala de conceitos e mudar o significado dos adjetivos.

          • Se você comparar o Djalma com o Charles, por exemplo, já vai ver que ele é bem mais produtivo do que o lento e sem qualidade de passe do Charles! mesmo assim, o Charles ainda é opção para ser titular!

  2. tente falar algo que se aproveitem, ou fiquem calados …….é melhor do quê achar bonito ser rídiculo !!!!

Comments are closed.