Biro-Biro
Biro-Biro

O Remo deu início neste domingo (17/05), ao quadro semanal “Live do Leão”, no Instagram, que traz a participação de ídolos do clube. Na estreia, o convidado foi Biro-Biro, que contou histórias de sua passagem pelo Baenão, na década de 90.

Logo no início do bate-papo, o ex-jogador revelou que se surpreendeu ao chegar à capital paraense para jogar no Remo, comparando a paixão do torcedor azulino com a de outros times do Brasil.

“Quando fui para Belém, realmente não esperava encontrar o que encontrei, uma torcida tão fanática, maravilhosa, que incentiva o time. O Remo, sem dúvida nenhuma, não fica atrás de muitos clubes grandes do futebol brasileiro. Fiquei muito feliz em estar podendo participar dessa torcida. Foi espetacular. Foi maravilhoso defender a camisa do Clube do Remo”, disse.

“Considero Corinthians (SP) e Palmeiras (SP) como Remo e Paysandu. É igual, não muda nada. Duas torcidas muito fanáticas, que gostam do time. Quando tem um clássico, o bicho pega”, frisou.

Biro-Biro chegou a Belém para jogar no Leão em 1993, garantindo um bicampeonato paraense (1993/1994). Em sua primeira temporada, ele participou da campanha histórica da Séria A do Brasileirão, quando o Remo terminou a competição na 7ª colocação, sendo a melhor campanha de uma equipe do Norte na principal divisão nacional até hoje.

“Fizemos um bom Campeonato Brasileiro. Acho que o que faltou para dar sequência foi que alguns jogadores se machucaram e que acabou dificultando um pouco essa arrancada para chegar mais longe. Chegamos em 7º lugar, se não me engano, mas poderíamos ter chegado bem mais se não tivéssemos esses problemas de lesões. Tínhamos um time bom, mas não tínhamos um grupo que pudesse substituir aqueles que machucaram”, salientou o ex-azulino.

Em sua passagem no Remo, Biro-Biro protagonizou uma cena que segue viva na memória do torcedor: a queda do muro da Curuzu, o estádio do maior rival, o Paysandu. Para ele, esse foi um dos jogos mais marcantes, assim como outros.

“Aquele jogo da Curuzu que o muro caiu, aquilo foi maravilhoso. Depois, em seguida, fomos para o Mangueirão, ganhamos o clássico e fomos campeões. Essas duas partidas me marcaram muito. No (Campeonato) Brasileiro, aquele jogo contra a Portuguesa (SP) me marcou muito também (vitória por 5 a 2). Tanto aí em Belém, como aqui em São Paulo (SP), o bicho pegou. Conseguir aquela classificação no (estádio) Canindé não foi fácil”, lembrou.

Na parte final da “live”, o ex-jogador agradeceu o carinho da torcida azulina e expressou o desejo de ver o Leão novamente se destacando no cenário nacional do futebol.

“Fico muito feliz em saber do carinho das pessoas e dos torcedores do Remo”, comentou Biro-Biro.

“Quero mandar um abraço para toda a galera remista, essa torcida maravilhosa, para toda diretoria e o presidente. Deixar bem claro que estou na torcida que o Remo chegue ao patamar onde sempre esteve, que é brigando pelos títulos, sendo campeão do Estadual, Copa do Brasil e Série A do Campeonato Brasileiro. Estamos torcendo para isso”, falou.

“O futebol em si de Belém precisa estar nesse patamar, porque, quando a gente jogava contra, todo mundo falava: ‘ganhar lá do Remo não é fácil, não. Ali o bicho pega’. Tem que voltar isso novamente para esse clube ficar no patamar da Série A”, concluiu.

Assista à “Live do Leão” na íntegra:

View this post on Instagram

Convidado Biro-Biro

A post shared by Clube do Remo (de 🏠) (@clubedoremo) on

Globo Esporte.com, 18/05/2020

2 COMENTÁRIOS

  1. Craque e ídolo Biro-Biro, bons tempos de Remo Grande, esse jogou muito, humilhou os mucurentos, até derrubou a chiqueiro da mucura. Obrigado Biro-Biro por estar conosco na paixão clamada Clube do Remo!

  2. Foi um duelo Fantástico a curuzu estava superlotada o nosso adversário não se conformava em ver o Futebol estiloso do Biro Biro, um dos maiores craques do Corinthians vestindo a camisa do Leão, o pior estava para acontecer o Leão levantaria o Titulo em Plena Curuzu, para sorte do PSC o Muro desabou e o Clássico foi para o Mangueirão e o Leão foi campeão, foi uma estrondosa Festa que marcou a passagem deste grande craque Nacional pelo Leão. Biro Biro foi o craque mais importante no ano em que o Leão terminou na 7ª colocação do Brasileirão série A. É um craque inesquecível que tem de 61 anos, é muito inteligente sabe fazer amigos e ainda pode ser técnico de um grande Time de futebol, ele está para sempre no rol da fama como um grande craque Nacional que defendeu o Manto Azul com muito amor e muita garra, obrigado Biro Biro.

Comments are closed.