Fábio Bentes
Fábio Bentes

Após a reunião na Federação Paraense de Futebol (FPF) que definiu a continuidade do Campeonato Paraense, mas com portões fechados, o presidente Fábio Bentes falou sobre o que ficou definido.

Bentes informou que o campeonato continua com os portões fechados e que o clube não vai ter nenhum gasto, já que a Federação vai custear as partidas. Para o mandatário azulino, esse foi o melhor caminho, até porque as 10 equipes teriam despesas que poderiam ser altas diante do tempo de paralisação.

“Ficou decidido a continuidade do campeonato mas os portões fechados. Entendo que esse é melhor caminho porque hoje temos 10 equipes na competição. Essas 10 equipes teriam que manter suas despesas por tempo indeterminado, sendo que a gente não sabe quanto tempo vai durar a paralisação”, afirmou.

Fábio Bentes ainda explicou que, após a primeira fase, os clubes classificados para a semifinal vão novamente se reunir com a FPF para definir quais serão as novas medidas, se o campeonato vai continuar ou parar.

“Terminada a primeira fase, vamos ter só 4 equipes. Essas equipes vão sentar com a Federação e vamos chamar os patrocinadores para encontrar caminhos para se manter no período sem jogos. Vamos buscar alternativas para conseguir a manutenção durante a competição. Isso se torna mais coerente, visto que na condição atual não conseguíramos essa manutenção. A FPF vai assumir os custos da partida, ou seja, os clubes não terão custos. Com todo mundo dando sua cota de sacrifício, vamos conseguir achar uma solução para o futebol paraense”, finalizou.

O Remo entra em campo no sábado (21/03), às 15h30, no Baenão, contra o Águia de Marabá, pela 9ª rodada do Campeonato Paraense.

O Liberal.com, 17/03/2020

4 COMENTÁRIOS

  1. Talvez agora com q ausência da torcida, o time consiga jogar !!!!
    Jogadores a grande maioria sao pipoqueiros …

  2. A solução mais viável seria vacinar contra o coronavírus todos os que fossem entrando no Estádio, só que esta vacina ainda vai demorar de três a quatro semanas, o Torcedor apresentava o bilhete de entrada e receberia a vacina gratuitamente. Este duelo pela 9ª e o pela 10ª rodada poderia ainda ser sem a vacina, porém os Torcedores terão que ter a mascara para entrar no Estádio. Nos da Fenômeno Azul queremos ver o Leão dentro do Baenão, o Leão não deve duelar no Baenão sem a presença do Gigante Fenômeno Azul.

    • Amigo, não existe vacina pra esse vírus. E o contágio se dá através das gotículas suspensas no ar e pelo contato com superfícies contamidadas, como por exemplo, corrimãos, assentos, entre outros. Além disso, vale saber que o vírus pode sobreviar por até três dias em qualquer superfície… então, nesse caso, as máscaras não adiantam tanto assim. As máscaras são indicadas pra quem já está comprovadamente infectado.

  3. Parece que os dirigentes do futebol paraense não estão levando a sério essa epidemia de ordem mundial. Vale ressaltar que estamos combatendo um inimigo invisível e que pode estar hospedado em qualquer um de nós. Sem contar que as estatísticas, do número de infectados de hoje, retratam a situação de 14 dias atrás (7 dias para a manifestação dos sintomas e mais 7 dias para o resultado dos testes). Manter o campeonato é uma irrsponsabilidade muito grante. Um jogo envolve além dos jogadores, os dirigentes, imprensa e demais trabalhadores de serviços gerais, ou seja, é um risco imensurável. Entre a situação econômica dos clubes e a saúde da comunidade em geral, que prevaleça a saúde do povo. Por isso, medidas drásticas devem ser tomadas. Tudo o que fizermos hoje pode parecer alarmista, mas se deixarmos essa epidemia tomar grandes proporções rapidamente, tudo o que fizermos depois será insuficiente. Conscientizem seus familiares e, por equanto, evitem contatos desnecessários. Saudações Azulinas!

Comments are closed.