Integrantes de uma torcida organizada foram ao Baenão conversar com a comissão técnica e jogadores
Integrantes de uma torcida organizada foram ao Baenão conversar com a comissão técnica e jogadores

O elenco do Remo realizou um treinamento técnico e tático na manhã desta quarta-feira (20/02), no Baenão. A movimentação foi a última em Belém antes da viagem a Paragominas, marcada para sair após o almoço.

Um grupo de torcedores esteve no estádio azulino durante a movimentação e cobrou a diretoria e os jogadores depois das últimas derrotas do Leão.

Quatro pessoas – vestidas com camisas de uma torcida organizada do clube – conversaram, primeiramente, com o executivo de futebol, Luciano Mancha. Em seguida, se dirigiram ao centro do gramado, onde falaram com os atletas e a comissão técnica, pedindo mais empenho do Remo na sequência do Campeonato Paraense.

“Foi uma situação normal. Quando um time grande perde, a pressão vem, a torcida cobra. Isso acontece em clube de massa. Primeiro conversei com eles, expliquei a situação e depois chamei a comissão técnica e os atletas. Foi em tom de cobrança, explicaram que ficaram chateados com a derrota para o Paysandu, mas muito mais com o resultado contra o Serra (ES)”, disse Luciano Mancha.

“Também deram apoio aos atletas e falaram que, independente de tudo, a torcida estará ao lado do time, só querem empenho em campo. Foi uma conversa em tom bem tranquilo, sem problemas”, continuou o executivo.

Depois do treinamento, o Remo liberou a lista de jogadores relacionados para o confronto contra o Paragominas, que acontece nesta quinta-feira (21/02), a partir das 20h, na Arena Verde, pela 5ª rodada do Parazão.

As únicas ausências são o zagueiro Mimica, que ficará cerca de 3 meses em recuperação de uma lesão no tornozelo direito, além do volante Vacaria e do atacante David Batista, expulsos no Re-Pa.

Relacionados do Remo para o jogo contra o Paragominas:

Goleiros: Vinícius e Evandro Gigante
Zagueiros: Kevem, Rafael Jensen e Fábio
Laterais: Djalma, Geovane e Tiago Félix
Volantes: Robson, Dedeco e Welton
Meias: Diogo Sodré, Lailson, Samuel e Echeverría
Atacantes: Alex Sandro, Mario Sérgio, Emerson Carioca, Henrique e Gustavo Ramos

Globo Esporte.com, 20/02/2019

14 COMENTÁRIOS

  1. com esse elenco não vamos chegar a lugar nehum tragam o eduardo ramos pra organizar esse meio campo o cara joga muito

    • Esse Echeverria e outra enganação …jogador sem um pingo de sangue!
      O garoto Keven acertou uma bonita bicicleta, mas em compensação errou bastante, e um tal de Welthon…nem Jesus dá jeito!

  2. O Remo está com um elenco quase bom faltando 1 ou 2 peças pra completar, mas o que me da medo é a formação do técnico netão o q ta perdido não acerta a escalação correta,e nem a substituição certa. To com medo do netao botar o Vinicios de centroavante.

    • Vc dizer que estão faltando apenas 1 ou 2 peças ..
      Meu amigo pare com isto. . O Remo precisa de ubs 11 jogadoras e um técnico porém terao que ser jogadores e não sanguessugas e parasitas.

  3. Enquanto o remo não tiver um técnico conhecedor de esquema tático, linha dura e com uma boa zaga e um um maestro no meio de campo para fazer o time jogar e municiar o ataque, vamos sofrer vendo o time jogar. Não adiantar trazer o artilheiro do Brasil se a bola não chega nele.

  4. Rafael eu vou relembrar os dois últimos duelos do Leão: contra o Serra o Time precisava apenas do empate, neste caso o toque de bola levaria o Remo ao empate ou a vitória. No RExPA o PA optou pelo toque de bola para garantir o empate se viesse a vitória era uma consequência. contra o Serra e o PA houve expulsão o que desestabilizou o Leão. No duelo contra o Paragominas o Leão deve optar pelo toque de bola, desta vez o Leão vai com todo cuidado, e se houver expulsão será do adversário. O Leão tinha um maestro na Zaga o Mimica, agora o Netão tem que escolher um volante ou um jogador de frente para ser o maestro ou piano para acompanhar o toque de bola. A questão é porque escolher um jogador piano ou maestro: ” porque no toque de bola não pode ter três maestros, é como uma orquestra de músicos que só tem um maestro, agora é errado pensar que o Leão não tem jogador para ser Maestro, o Netão sabe que o leão tem três maestros, é ele que vai dizer quem será o maestro principal e os outros maestros serão os músicos ou jogadores habilidosos que confirmarão que o Leão também tem um conjunto de primeira grandeza no toque de bola.

    • Felipe, me explica o que quer dizer ootar pelo toque de bola achocque vc está assistindo muito a Champions League, pois do Remo é que não..Vc tá sonhando muito alto, O Remo não consegue trocar três passes certos.

  5. Que as desculpas à torcida venha em forma de gols ! Mas esse time tá muito indefinido e parece que essa comissão tá experiência zera.

  6. Josimar veja que contra o Paragominas o Leão decidiu pelo toque de bola, aconteceu que tinha dois jogadores que davam passes errados porque não treinam na chuva, veja que o Kevem merece ser titular na Zaga, ele tem que treinar mais na chuva para errar menos passes, realmente ele vez um gol bonito, porém o toque de bola exige sequência de pelo menos 12 a 15 passes, sem erro, até a bola chegar redonda para finalização. O Leão abriu 4 pts, como líder de sua chave, neste caso, para administrar esta vantagem tem que usar o toque de bola. Observem que o Barcelona é um Time que usa muito o toque de bola, usa também o contra-ataque para matar o jogo. A diferença é que o Barça tem de 8 a 9 jogadores que sempre acertam o passe, acontece que sem chuva é mais fácil, eu queria ver o Barça na chuva. Na chuva o Barça pode perder para o Paragominas, a especialidade do Paragominas é duelar com chuva.

Comments are closed.