Remo e Paysandu fecham parceria com a Jurunense Materiais de Construção
Remo e Paysandu fecham parceria com a Jurunense Materiais de Construção

Os presidentes de Remo e Paysandu reuniram na manhã desta sexta-feira (15/02), em um hotel de Belém, para divulgar uma parceria com uma loja de materiais de construção para a reforma do Baenão pelo lado azulino e início das obras do CT pelo lado bicolor.

Com o nome da campanha “Vira o Jogo”, as duas torcidas poderão adquirir produtos na Loja Jurunense e parte do valor será repassado aos clubes exclusivamente para as reformas do Baenão e o Centro de Treinamento do Paysandu, no bairro Águas Lindas, em Ananindeua.

Fábio Bentes disse que o Remo reabre o Baenão no mês de junho com aproximadamente R$ 550 mil.

“Temos um prazo já estabelecido e agora é o torcedor ajudar. Teremos um estádio com tudo que for necessário e acredito que a parceria será de sucesso”, contou.

A empresa de matérias de construção colocou em contrato que o valor repassado aos clubes não poderá ser alocado em outras áreas do clube. O valor fixo que a empresa pagará aos clubes é de R$ 10 mil a R$ 15 mil por mês, mas dependendo do número de compras das torcidas, o valor poderá ser maior.

O torcedor, ao comprar produtos na loja parceira, poderá dar seu CPF e destinar parte do valor ao seu clube de coração. Além disso, poderão ser feitas doações diretamente na loja, ocorrendo um “Re-Pa” de arrecadação.

Outras formas de doação são os trocos das compras, além de compras de kits dos clubes nas lojas.

Os clubes e as empresas farão dias de promoções de tintas e outros itens para o lar, onde neste período terão descontos e os valores destinados aos times serão maiores. Segundo os clubes, os torcedores serão informados através das redes sociais.

O Liberal.com, 15/02/2019

5 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns aos dois presidentes a rivalidade deixa pra dentro do campo que vença o melhor..fato

  2. Isso é trabalhar com inteligência, deixando o ego pessoal, a inimizade de lado e os dois remarem no mesmo rumo. Tal atitude vai ser benedica para os dois em especial as duas torcidas.

  3. Só quem ganha com isso é o futebol paraense que tá esquecido, a gente disputava de igual pra igual com todos os times que vinham jogar em Belém e a União das duas maiores forças do futebol paraense tem que se unir

  4. Acredito que O Leão vai lucrar mais porque eu penso que são apenas R$ 800.000,00 para concluir o Evandro Almeida com as Torres de Iluminação, e a academia de ginástica. Se o Percentual do Leão for em torno de 5%, uma compra de R$ 16.000.000,00 é suficiente para finalizar o Evandro Almeida completo com lotação para 12.000 sentados. O Presidente Fábio Bentes diz que bastam R$ 550.000,00, melhor ainda. Quem é sócio Torcedor adimplente pode emprestar a sua carteirinha para seu familiar que precisa comprar material de construção, assim o percentual do leão estará garantido. É lógico que a Loja Jurunense tem que ter bom preço para as compras do sócio torcedor do Leão. Como são 3000 sócios adimplentes, então a média de compra no nome de cada carteirinha adimplente tem que ser de R$6.000,00. Como existem diversas doação e eventos de arrecadação então eu não tenho dúvida que o Leão voltará a sua casa ainda este ano de 2019.

  5. Finalmente uma parceria inteligente que deixa essa rivalidade idiota de lado. O Ceará terá clássico na série A e nós na série C. Já passou da hora de botar fim nisso, principalmente em algumas torcidas ditas organizadas, que só afastam as famílias dos clássicos.

Comments are closed.