Kevem
Kevem

Aos 18 anos, na sua segunda temporada no elenco profissional, o zagueiro Kevem aproveitou a primeira chance e emplacou como titular do Remo. Foi vendido a investidores por R$ 600 mil e o Leão ainda ficou com 30% dos direitos econômicos.

Para 2020, os candidatos a repetir o sucesso de Kevem são o goleiro Vitor, o zagueiro Anderson Pipoca, o lateral-esquerdo Felipe, os volantes Pingo, Joilson e Warley, os meias Lailson e Tiago Albuquerque, os atacantes Hélio Borges e Wallace.

Será o caso também do lateral-direito Rony, se não for desvinculado na Justiça do Trabalho.

Os mais cotados são Rony, Pingo, Lailson, Hélio Borges e Wallace, que já têm algum lastro de futebol profissional, tal como tinha o zagueiro Kevem. Isso é fundamental!

Rony

Faltam 13 dias para a decisão da Juíza Léa Helena (TRT) no processo em que Rony pede desligamento do Remo. O atleta fez o pleito alegando salários atrasados de 2017 e de 2018, mas o clube já provou que fez os pagamentos antes de ser notificado, embora depois do ajuizamento da ação.

Percentual

Os jogadores dos quais o Remo têm percentual dos direitos econômicos são o lateral-direito Gustavo (Cruzeiro-MG), o atacante Gabriel Lima (Avaí-SC) e o zagueiro Kevem (Paços de Ferreira-Portugal).

Ameixa

No Corinthians (SP) desde 2015, o volante Warian Santos (Ameixa), fruto do Remo, fez 15 jogos e 2 gols pelo time Sub-23. Em 2018, teve passagem discreta pelo Atlético (GO) e repetiu a dose este ano pelo CRB (AL). Com apenas 22 anos, ainda tem tempo para construir uma história.

Coluna de Carlos Ferreira, O Liberal, 28/11/2019

Comentários