Fábio Bentes
Fábio Bentes

O presidente do Remo ficou muito insatisfeito com a atuação do árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva no clássico deste domingo (29/09), pelo jogo de ida da semifinal da Copa Verde.

O duelo terminou empatado em 0 a 0, mas Fábio Bentes acredita que o resultado poderia ser diferente caso o apitador tivesse marcado um pênalti a favor dos azulinos no segundo tempo.

No lance, Rony cruzou a bola na área, mas ela desviou no braço do lateral-esquerdo de Bruno Collaço, do Paysandu, que não estava “junto do corpo”, como se diz no jargão do futebol. Apesar da penalidade clara, o árbitro decidiu pela não marcação, o que revoltou o mandatário remista.

Aquilo que a gente anunciou durante a semana que poderia acontecer, aconteceu. Dewson foi o protagonista da partida. O jogo terminou empatado porque o Dewson não marcou um pênalti claríssimo a favor do Remo, a TV Cultura (canal que transmitiu a partida) já reprisou diversas vezes, de todos os ângulos. O braço estava afastado do corpo, (a bola) bateu muito na mão”, reclamou.

“Infelizmente, o Dewson precisa passar por uma reciclagem, precisa ter autocrítica e entender que não tem mais condições de estar apitando”, disparou Fábio Bentes.

De fato, no início da semana, representantes de Remo e Paysandu não gostaram da escalação do árbitro paraense, mesmo sendo do quadro da FIFA, para o clássico deste domingo (29/09).

Na visão de Bentes, Dewson Freitas vem fazendo más apresentações constantes e isso se repetiu no Re-Pa.

“Não é a toa que ele têm muitas reclamações de times da Série A. Não é a toa que ele deixou de expulsar um jogador do Paysandu em uma bola lateral, que o (zagueiro bicolor) Uchôa deu um tapa no (atacante azulino) Hélio. Não é a toa que ele deixou de marcar uma falta em um lance que o goleiro do Paysandu pegou com a mão fora da área. Isso é baixa qualidade técnica na arbitragem. O pênalti foi, para mim, um lance capital da partida e influenciou no resultado”, argumentou.

O presidente do Remo concluiu reclamando da omissão da CBF em responder a um pedido feito em conjunto pelas diretorias de Remo e Paysandu, que solicitavam a utilização do árbitro de vídeo neste clássico, o famoso VAR.

“Muito me estranha a gente não ter recebido, até hoje, a resposta do pedido de VAR. Se no momento não dava para colocar, que pelo menos tivessem a consideração e respeito pelos clubes, que fizeram a solicitação e não foi atendida. Não só não foi atendida, como não foi respondida. Isso é uma falta de respeito”, criticou Bentes.

“Temos um protocolo na Federação (Paraense de Futebol) pedindo para que também tome postura quanto a isso, porque o pedido foi via Federação e ela só diz que eles (CBF) não dizem nada. Então acho que a Federação também tem que se impor pelo interesse dos clubes, para que possa, pelo menos, dar um retorno para a gente”, bradou.

“É brincadeira a gente não ter retorno de uma solicitação que foi feita dentro do tempo hábil e pelas duas equipes, em conjunto com a emissora que transmite o jogo”, completou Bentes.

A entrevista do presidente do Remo aconteceu antes mesmo da coletiva com o técnico Eudes Pedro. Em seguida, o treinador optou por não comentar a situação.

“Não gosto de comentar arbitragem. O presidente veio, ele é o presidente do clube, tem os motivos dele para falar e não gosto de comentar arbitragem. Uma hora vai ter um erro para mim e uma hora vai ter para o outro, então não gosto”, declarou Eudes.

“Gosto do Dewson, é uma pessoa do bem e está sujeito a erros e acertos. Por isso, não comento arbitragem”, resumiu o técnico azulino.

O empate sem gols deixou as equipes em pé de igualdade para o jogo de volta, que acontece no próximo domingo (06/10). O duelo será novamente no Mangueirão, a partir das 16h. O vencedor do duelo vai para a final da Copa Verde. Um novo empate leva a decisão para os pênaltis.

Globo Esporte.com, 29/09/2019

16 COMENTÁRIOS

  1. presidente tem que se preocupar ocm esses merdas quem tao ai eduardo ramires yuri so jogam um tempo fala serio

    • É o que se tem para jogar. Não dá para contratar o Gabigol. O que não se pode é ficar cego diante das sacanagens que fazem contra o Remo anos e anos. Tem que pensar em jogadores? Com certeza. Mas, tem que reagir contra essa imundice que é a FPF e CBF também. Não se pode ser ingênuo e apreciar somente o futebol.

    • Bem lembrado Fabrício, o arbitro meteu a mão no Leão, mas temos que fazer a analise do nosso time, o E.R não tem a minima condição de estar entre os titulares nesse time, como venho dizendo a muito tempo: “Não produz nada, não ajuda na marcação, e cansa muito rápido”. Se não esta com o mesmo problema do Carlos Alberto, só pode ser uma coisa…..”FARRA”. QUERO SABER PQ ESSA IDOLATRIA POR UM JOGADOR QUE, DESDE DE QUE CHEGOU AQUI, NÃO JUSTIFICOU O INVESTIMENTO E A EXPECTATIVA DE PARTE DA TORCIDA QUE BABA O SEU OVO (INCLUINDO O PRESIDENTE)?? CHEGA !!!!!!!! Nos dê um time com mais criatividade, ou pelo menos tente……! Zotti e Garré no meio. E.R nem no banco !

  2. Que ele ia prejudicar o Remo todo mundo sabia. O Coronel Nunes faz qualquer sujeira pela mucura pirenta.Principalmente prejudicar o Remo de quem ele tem ódio mortal. E ele não vai parar por aí. O Dewson é um pau mandado do coronel Nunes.

  3. Ainda teve torcedor do Remo e jornalista criticando o Fábio Bentes quando ele foi contra a escalação desse árbitro! Esse safado já havia prejudicado o Remo outras vezes!

  4. com o VAR vo jogo de ontem, o placar seria 1×0 para o leao e a mucura com dois a menos. se o erro fosse contra eles, com certeza ja estariam na CBF protocolando pedido de anulação da partida.

  5. Está na cara que quem sempre protegeu e facilitou as coisas para o seu time de coração, como, por exemplo, conseguiu convite para o seu time de coração para copa do Brasil, quando não atendeu o requisito para participar, isso entre outras coisas, Navireiense, etc…, está sendo cobrado pelas atenções de sempre dispensou, haja vista a fantasiosa operação a favor do Náutico. Assim, estava na cara a indicação do afilhado para apitar. Afinal o apito é amigo. Tenho certeza que se fosse o inverso, ou seja, contra o Remo teria sido marcado o pênalti, com toda volúpia. Mas, contra tudo e todos sou mais Remo.

  6. Não fizemos uma boa partida …
    O meio não criou nada…eram somente chutões em busca dos atacantes. O Eduardo está morto faz tempo….Não tem arrancada, não marca, e não cria….E pra piorar não tem treinador que tenha culhão pra trocar o cara pelo menos no intervalo…..Acredito que o Garré faria muito…mas muito melhor. Infelizmente eu não sei o que os treinadores enxergam ou deixam de enxergar com essa insistência…
    Precisamos melhorar ou iremos penar novamente no próximo jogo……

  7. Independente do time tá bom ou ruim, o árbitro não pode ter interferência no jogo como o Delson teve nesse RExPA. O Pênalti foi claro e ele estava próximo do lance. Por outro lado, algumas coisas precisam ser ajustadas no Remo como por exemplo, toque de bola mais rápido, ER tem que ser banco por não está no seu melhor momento e acho que o Rony da Base tem que ser titular.

  8. O Clube do Remo só melhorou um pouquinho após as substituições. Time ajustado não dá nem papo para árbitro (muito embora termos sidos prejudicados sim), muitas falhas na marcação com um completo desentendimento dos sistemas que foram utilizados, pois os jogadores deram muito espaço para que um time que não tem criatividade até pudesse criar alguma coisa. Tem que colocar os melhores pra jogar e definitivamente os medalhões não são os mais bem preparados.

  9. Quando time é ruim não tem como a gente tentar justificar uma partida Eu acho que o remo está desarticulado já falei várias vezes aqui é um time bichado é um plantel que não passa confiança

Comments are closed.