Jorge Macedo
Jorge Macedo

Até poucos dias atrás, Jorge Macedo era o favorito a assumir o cargo de executivo de futebol do Remo, mas no último sábado (02/11), o clube paraense anunciou o acordo com Carlos Kila.

Macedo, que chegou a viajar a Belém para conhecer a estrutura do clube, explicou em que ponto a negociação com o Leão desandou.

“Recebi uma ligação do Dirson, diretor de futebol do Remo, e depois do presidente Fábio”, contou.

“A gente começou as conversas e dia 25/10 estive em Belém para conhecer um pouco da estrutura, o presidente e a diretoria pessoalmente”, lembrou Macedo.

Segundo ele, o diálogo foi positivo. O candidato a executivo conheceu o Baenão, alinhou-se ao planejamento da diretoria e estava inclinado a aceitar a oferta, até que recebeu uma proposta de outra equipe e pediu mais tempo ao Remo para avaliar.

“A conversa foi muito boa, a gente alinhou em algumas coisas, evoluímos em alguns aspectos e eles me oficializaram uma oferta. Retornei a Porto Alegre (RS), pedi a eles um prazo para pensar, porque é uma mudança de cidade e tenho minha família, minha esposa e uma filha pequena. Estava conversando com eles, inclinado a aceitar essa oferta, quando um outro clube me procurou, da Série A, e começamos a conversar”, revelou o executivo.

Macedo comentou que entendia a necessidade do Remo em anunciar logo um profissional e deixou o clube paraense à vontade para ir atrás de outro executivo.

“Deixei bem claro ao presidente que não queria atrapalhar o planejamento deles, porque teria que esperar mais alguns dias, estava começando essa outra negociação e deixei eles bem à vontade de optar por escolher outro profissional. Naquele momento, estava com essa outra negociação em aberto e não poderia dizer sim ao Remo. O presidente prontamente me agradeceu, acho que foi uma negociação sempre com muita clareza e transparência e com bastante diálogo”, salientou.

Jorge Macedo já havia estado em Belém em outras oportunidades, sempre como adversário de Remo ou Paysandu. O executivo afirmou que viu uma boa evolução do Baenão desde a última vez que esteve na capital paraense, em 2017.

“Já havia estado em Belém em outras oportunidades. Quando estava no Internacional (RS), a gente jogou em 2014 contra o Remo, depois em 2017, na Série B, contra o Paysandu. Tivemos uma oportunidade de treinar no Baenão, acho que na época o técnico era o Josué Teixeira, então conhecemos um pouco e acho que melhorou muito, evoluiu bastante. O Baenão vem passando por um processo de remodelação muito bom, inteligente da parte da diretoria”, elogiou.

O executivo gaúcho está sem clube desde o início do ano, quando deixou o Vitória (BA). De lá para cá, tem ocupado seu tempo com cursos de gestão da CBF e do Instituto Cruyff. Por isso, destacou que o processo de modernização da estrutura física do clube é fundamental para garantir bons resultados em campo.

“O Remo é um clube que está preocupado com essa questão e acho que está melhorando muito a estrutura para os seus atletas, com Departamento Médico novo, sala de musculação, um gramado muito bom. É um estádio já em condições de ter jogos de Série C e do Campeonato Paraense. Sabemos que tem muito a evoluir, mas acho que o importante é que há boa vontade da diretoria e, pelo que vi, eles sabem que isso é fundamental”, afirmou.

“Hoje, um clube que quer crescer precisa melhorar a sua estrutura. Acho que o Remo, nesse processo de reformulação, está indo por esse caminho e acredito que vai ter muito sucesso pela frente”, concluiu.

Globo Esporte.com, 04/11/2019

7 COMENTÁRIOS

  1. GOSTARIA DE SABER SE O REMO JÁ TERIA UMA PRÉ LISTA DE POSSÍVEIS NOMES PARA TREINAR O TIME EM 2020, TÉM ?

  2. gostaria de saber se podemos contar com presidente FABIO BENTES, continua como presidente! Por favor não deixa a peteca cair. Estou sentindo uma prosperidade e orgulho de torcer pelo nosso LEÃO AZUL!

  3. Eu também o primeiro presidente que eu vejo que melhorou muito a estrutura do clube recuperou a credibilidade do Remo é claro que teve alguns erros mais acertaram bastante eu também queria muito que o Fábio ficasse mais 2 anos o Remo está num bom caminho os sanguessugas saíram graças a Deus oque roubaram não foi brincadeira fora aquele assalto forjado que até hoje ninguém sabe. # fica Fábio Bentes

  4. estou de pleno acordo com os comentários acima, O Glorioso Clube do Remo hoje está sendo administrado por uma pessoa de respeito e amor ao Clube, ganhamos apenas o Campeonato paraense mais evoluimos bastante parabéns Fabio Bentes acreditamos em vc

Comments are closed.