Remo 0x3 PSC (Henrique)
Remo 0x3 PSC (Henrique)

Nesta quarta-feira (20/03), em Santarém, o Governo do Pará, a Federação Paraense de Futebol (FPF) e representantes dos 10 clubes que disputam o Campeonato Paraense 2019 assinaram documento que oficializa a quantia destinada a verba de patrocínio e direitos de imagens da competição estadual.

O total é da ordem de R$ 2,9 milhões, valor confirmado pelo presidente da Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa), Hilbert Nascimento.

Remo e Paysandu receberão, cada um, R$ 745 mil aproximadamente. Os demais clubes participantes ganham cerca de R$ 79 mil, cada.

O Governo do Pará também destina recursos à meritocracia, que é a premiação para os 4 primeiros colocados do Campeonato Paraense. O valor total é de R$ 532 mil, sendo que o primeiro colocado recebe R$ 212 mil, o segundo R$ 159 mil, o terceiro R$ 106 mil e o quarto R$ 53 mil, em valores aproximados.

“Garante uma visibilidade para o Remo. Para os patrocinadores é fantástico, pois agrega valor”, comentou o presidente do Remo, Fábio Bentes.

“Os clubes do Norte, comparados aos de outras partes do Brasil, são prejudicados em relação ao poder econômico dessas regiões. Então, se não é o Governo do Estado para patrocinar e equilibrar as forças, sobretudo nesse primeiro trimestre do ano, o futebol paraense, com certeza, seria menor”, disse o presidente do Paysandu, Ricardo Gluck Paul.

Visando coibir a venda de ingressos com valores acima da tabela e atos de vandalismo, realizando atendimento e a prestação jurisdicional, o projeto “Esporte com Justiça” estará no Mangueirão para o clássico Re-Pa, domingo (24/03). O projeto busca a promoção de medidas concretas de pacificação em eventos esportivos de grande concentração popular – acima de 10 mil pessoas.

Servidores do Poder Judiciário atenderão às demandas, supervisionados pelo juiz Prócion Klautau Filho. A penalidade mais aplicada aos infratores é a proibição de frequentar estádios de futebol. O TJ-PA atua no “Esporte com Justiça” por meio de parcerias com as Polícias Civil e Militar, o Ministério Público e a Defensoria Pública.

O Liberal, 21/03/2019

8 COMENTÁRIOS

  1. tai presidente apronte logo nosso baenao o torcedor quer ver o leão da porrada em todo mundo no baenao ok

  2. Se tu falar que não entra dinheiro . E sacanagem presidente . Agora que tá faltando pra botar esse dinheiro nas obras do baenão

    • A grana do Estado vai 100% pra Justiça do Trabalho, acordo feito ainda na gestão do Pedro Minowa.

  3. Já tem dinheiro mais que suficiente para acabar a restauração do Baenão, conforme as últimas receitas do Remo.

    – Leão de Pedra: 350 mil (125x4000x0,7)
    – 500 mil da Cerpa;
    – Governo no parazão: 750 mil
    Total: 1,6 milhão

    Portanto a diretoria do Remo, em especial o digníssimo presidente Fábio Bentes, um grande remista, não tem mais motivos para não acabar o Baenão e o entregar para jogos do Mais Querido ainda no primeiro semestre de 2019.

      • Caro Remo100%, e quem te disse que precisa pagar já os 800 mil para iniciar a reforma do Baenão? O pagamento deve seguir um cronograma físico-financeiro de obra, pago em parcelas conforme contratação dos serviços e medição da conclusão de etapa da obra. Outra, os 350 mil das camisas do Leão de Pedra já deveriam ter entrado sim no caixa do Clube do Remo, caso contrário estão desviando dinheiro específico para o Baenão. Já os 500 mil da Cerpa devem ser considerados como provisão orçamentária (regime de competência), assim servindo para complemento do dinheiro da obra do Baenão que deve entrar ainda nesse primeiro semestre. Isso já soma 850 mil necessários. Se não seja assim então não existe gestão financeira no clube. Obrigado pela oportunidade!

  4. O mais importante é que existe provisão orçamentária, ou seja dinheiro que vai entrar, no caso a Provisão com a cervejaria vai entrando conforme o consumo da bebida, já a Provisão da camisa do leão de Pedra deve estar findando. As Obras do Projeto estão no geral 70% concluídas, o que vai acelerar o Projeto e a conclusão da Etapa contra Incêndio que vira da venda dos bilhetes do Clássico RExPA, que é palavra do Presidente Fábio Bentes, com o Estádio Lotado o Presidente não pode fugir do que disse.

Comments are closed.