Eudes Pedro
Eudes Pedro

Da surpresa inicial com o anúncio de um nome desconhecido, que nem técnico era ainda, o torcedor do Remo passou a uma clara desconfiança em relação a Eudes Pedro, o profissional escolhido pela diretoria para comandar o processo de reconstrução do time após a eliminação na Série C.

Auxiliar técnico de Cuca, embora pouco conhecido entre os integrantes da equipe pessoal do ex-técnico do São Paulo (SP), Eudes chegou cercado da pior credencial que um treinador pode ter ao se apresentar para dirigir um time popular, dono de torcida exigente: a condição de “iniciante”.

Foi chamado de “estagiário” e “aprendiz” inúmeras vezes. Em meio a isso, teve pela frente o desafio extra de se impor junto aos jogadores do elenco, alguns com muito maior experiência profissional que ele.

Nada, porém, mais difícil do que conquistar o coração da torcida, ainda frustrada com a desclassificação no Brasileirão, tendo o sonho de brigar pelo acesso interrompido pelo maior rival no jogo decisivo – mesmo que, verdade, o Remo tenha perdido a vaga para o Ypiranga (RS), que obteve surpreendente vitória sobre o Juventude (RS) nos instantes finais.

Na Copa Verde, superou o baixo astral que assolava o time na primeira fase da competição e teve seu melhor momento na goleada aplicada sobre o Atlético (AC), no estádio Baenão, melhor apresentação do time na temporada.

Porém, como havia ocorrido com Márcio Fernandes, Eudes não conseguiu fazer a leitura correta do que é o Re-Pa. Em relação ao antecessor, ele tem em seu favor o fato de ser um novato e não conhecer as entranhas do futebol paraense.

Ambos foram colocados no bolso por Hélio dos Anjos, comandante bicolor e com experiência suficiente para saber que o clássico-rei da Amazônia não é para amadores e não pode ser olhado como um jogo qualquer. Hélio respeitou a história do jogo, por isso levou a melhor nos quatro confrontos que teve na temporada – 2 na Série C e 2 na Copa Verde.

A derrota de domingo (06/10) recolocou o nome de Eudes na marca do pênalti. Irritada com outro revés frente ao maior rival, a torcida exige mudanças drásticas, a começar pelo comando técnico. Cobra dispensa de jogadores e exige reforços, como sempre.

Apesar da pressão das arquibancadas, é pouco provável que Eudes seja afastado agora, pois a diretoria ainda aposta nele para montar o time para o Parazão. No entanto, a decepção do torcedor azulino com o desfecho da temporada pode forçar uma mudança de rumos.

O clube obteve conquistas importantes em 2019. Ganhou o bicampeonato estadual e se manteve na Série C com campanha de razoável para boa, ficando a um ponto da classificação à 2ª fase. Fora de campo, a diretoria marcou um golaço ao entregar o estádio Baenão revitalizado.

Tudo isso está na memória do torcedor, mas a lembrança que fica é sempre a mais recente: a terceira eliminação consecutiva na Copa Verde, desta vez pelas mãos do Paysandu. Além disso, as mudanças no time antes e durante o jogo deixaram uma impressão negativa sobre o trabalho do treinador.

De certo modo, confirma-se aqui a máxima de que o campeonato mais importante ainda é o Re-Pa, pois dele pode resultar alegria e desconsolo.

Mesmo sem competições a disputar até o Campeonato Paraense, o Remo continuará a ser agitado pelos “corneteiros”, que exigem sangue e cabeças. Eudes, por conta disso, corre riscos mesmo sem bola rolando.

Blog do Gerson Nogueira, 08/10/2019

33 COMENTÁRIOS

  1. Como sempre a nossa imprensa quer demitir.
    Certo que a derrota para o rival mexe com muitos torcedores, mas se há um projeto de trabalho, a diretoria tem que dar continuidade…
    Acho que chega dessa conversa da imprensa paraense, que diga-se de passagem, é uma merda, de sempre que um treinador perde um Re Pa , sacrificar o treinador.
    Segue o projeto…

    • Correto, Temos que manter uma base não dispensar o time todo, pois novos jogadores terão dificuldades de entrosamento no inicio, temos que aproveitar um time e mesclar com outros jogadores e assim dará certo!

  2. Pode até ser que no futuro, o Eudes pede ser um bom treinador, más pelo o que eu vi, principalmente no último Repa ele pecou por manter como titular Eduardo ramos , neto baiano e Cesinha, a não ser que tenha sido obrigado por algum dirigente em manter essas porcarias como titular, se não, ele demostrou que por enquanto é um técnico fraco que não tem visão de jogo. O Eduardo ramos andava em campo no penúltimo Repa, já o neto baiano não ganhava uma bola com nos zagueiros PSC, não conseguia dominar uma bola e não conseguia fazer uma jogada, já o Cesinha idem, foi uma passarela , o atacante do PSC quase quebra com a coluna dele num drible, e o Eudes não viu isso, sinceramente quando eu vi a escalação da onzena remista, eu falei logo, o Remo já perdeu, dito e feito, 3 x 1 pra mucura, culpa de quem? dos jogadores? , não, a culpa foi de quem escalou, ou o técnico ou o dirigente.

  3. Não podemos perder tempo o Parazão começa em Janeiro, em novembro o Leão ainda pode fazer dois amistosos, pode ser contra o Sampaio Correa, eles também não tem mais jogos neste final de ano. Para atrair o Sampaio Correa a renda poderia ser dividida em cada duelo o do Pará e do Maranhão. Caso o Sampaio não concorde poderia ter mais um clássico amistoso Remo X Tuna. Este amistoso deverá ser no Baenão, a entrada seria 01 pacote de alimento ou R$10,00 para a cesta básica do Natal dos mais necessitados. O Sócio Torcedor dará um pacote de alimento se assim o desejar, a sua adimplência como sócio torcedor já é um sinal de amor pelo Leão e por seus semelhantes, por incrível que pareça até as campanhas de caridade em final de ano acabam sendo fruto da adimplência do quadro de sócio torcedor do Leão. o Maior do Norte com muitos sócios não depende de jogos amistosos para pagar sua folha de funcionários, jogadores e comissão técnica, quem tem obrigação de dar alimentos ou R$10,00 é a grande massa Azulina que ainda não entende da importância de ser sócio Torcedor tanto para si próprio como para o nosso Clube do Remo como para as obras de fraternidade que o nosso querido Leão sempre realiza.

  4. Se o Cuca foi dispensado pelo São Paulo por não prestou para comandá-lo, imagine vocês o auxiliar técnico dele, um verdadeiro fracasso, para está a frente de um clube de massa como Remo, nós torcedores sabemos disso mais pelo andar da carruagem a diretoria não term noção disso quer mantê-lo para o campeonato paraense do ano que vem, é brincadeira que estão fazendo conosco, só tem uma coisa se o time que for montado não prestar, não verão nenhum centavo meu na compra de ingresso.

  5. Enquanto o Remo pensar pequeno como pensa esses bando de idiotas que não sabe oq e futebol nós torcedores tem que deixar esse time se ferrar porq e anos esse marasmo jogadores medíocre e uma diretória que não entende de futebol. Eudes e auxiliar de que ?

  6. Se Eudes ficar. Manda embora. Eduardo Ramos ,Ramires. Zotti. Tufa. Efetiva os meninos da base. Estes velhos são viciados escolados. Só jogam se quiserem. São mercenários. Senão contrata o Charles guerreiro. Conhece o Pará. O país inteiro. Falei.

  7. Eu me recuso a pagar sócio torcedor para sustentar jogadores como esse Eduardo Ramos Neto baiano Cesinha e Cia….chega acabou torcida azulina abandonem os estádios ora vê se essa diretoria toma vergonha na cara …

    • Não. Netão não tinha comando e bagunçou o time com um esquema de time pequeno retrancado. Não lembra mais?!

      Eudes ao menos se arrisca. Falta avaliar melhor o trabalho dele. Não sei se o Zotti pediu pra sair do jogo, mas a substituição do ER foi acertada, apesar de demorada. Difícil avaliar mediante todo o contexto das condições de jogo do elenco do Remo. Fato é que precisamos arriscar mais e sermos mais agressivos com time grande (coisa que o Eudes mostra intenção em dar ao time) e não covardes como times pequenos (como temos visto em anos anteriores e em parte desse ano).

      Temos que profissionalizar a diretoria de futebol, com prêmio e punição por performance, e que seja alguém profissionalmente gabaritado no futebol brasileiro, com penetração no mercado da bola.

      De resto é recuperar a iluminação do Baenão, aproveitar muito a garotada da base no elenco do Parazão e CB, contratar os destaques dos times regionais, trazer de fora apenas nomes diferenciados que ainda tenham o que dar no futebol.

      Devemos manter uma estrutura com jogadores que ainda podem contribuir como Vinícius, Thiago, Mimica, Rafael Jansen, Roni, Ronael, Djalma, Pingo, Yuri, Zotti, Garré, Hélio, Lailson, Wesley, Neto Baiano. Eduardo Ramos é jogador pra preparar pra meio tempo e eles tem uma questão de dívida que o Remo está quitando com ele. Vale colocá-lo pra dar tudo de si em 30 minutos de um tempo.

      Isso aponta inclusive pra um forte problema esse ano: a média de idade do time do Remo foi alta e o time rápido ficava um bagaço.

      Já contratamos o Lukinha que veio do Bragantino. Temos que colocar mais os jogadores da base do Remo e mais os melhores regionais.

      Acho que vale arriscar ainda com esse técnico que não é medalhão mas tem penetração no mercado da bola e aceita trabalhar com a base do Leão, do que arriscar com técnico medalhão pra encher o time de ex-jogadores.

  8. Aja Paciência para aturar até 2020, em princípio no campeonato paraense: Neto Baiano, Eduardo Ramos e Celsinho. Pior!…terão de receber salários para fazer o que fazem, ou seja, porra nenhuma!

    Vou “FALAR” de novo, outra vez: DIRIGENTES/TREINADOR, tenham a mesma paciência com a prata da casa e/ou com os jogadores locais como vcs têm com os “importados”.

    A NOSSA TORCIDA NÃO MERECE PASSAR POR TANTA FRUSTRAÇÃO E HUMILHAÇÃO, PELA QUAIS VEMOS PASSANDO NÓS ÚLTIMOS 17 ANOS.!

  9. Remo 100%, essas mensagens chegam à diretoria, comissão técnica e jogadores?

    Se eu fosse dirigente de vergonha na cara, COLOCARIA NUM MURAL ALGUMAS MENSAGENS PARA ELES PERCEBEREM QUE TUDO TEM LIMITE. O TORCEDOR COMUM AZULINO ESTÁ SENDO MUITO HUMILHADO!!

  10. Fabio Fernandes eu quero lembrar que devemos saber se defender e atacar na hora certa para vencer, nós estamos num período de análise eu nunca deixarei de ser Leão porque eu tenho convicção que vamos dar a volta por cima.

  11. A série C é competitiva, o Clube do Remo está reaprremdemdo a disputar essa competição, basta observar a dificuldade q teve ano passando, quase rebaixado. Ñ podemos perder tempo com treinadores sem experiência para uma competição que ñ perdoa erros, visto o grau de competitividade exibida por ela. Ñ conheço o trabalho desse senhor em outros clubes, o pouco de informação acerca do trabalho dele, confesso q ñ comseguir encontrar nas pesquisas que fiz. Falou- se q ele foi auxlilar de cuca, entretanto, pergunta-se, qual era a função dele no starf do Cuca? Pois até onde sabemos o auxiliar técnico do Cuca é ainda o filho, o Cuquinha. Ficou claro no repa passado que esse senhor ñ tem a mínima condição de comandar um clube de tamanha tradição e história , isso ficou evidenciando no último repa, ao mexer no início do segundo tempo, retirando dos meias avançados e colocando o Djalma de modo a responsabiliza-lo pela criação do meio de campo, ñ estou aqui a isentar o Eduardo Ramos e zote que de fato ñ estavam bem no jogo, mas tirar dois homens de criação de uma só vez! ,é entregar o ouro pro bandido foi que aconteceu. Do lado do rival, Hélio dos anjos, estrategista, percebendo que o setor de criação do Remo estava vulnerável, inteligentemente, coloca um meia de criação de modo a avancar seu meio de campo o que culminou rápido com dois gols. Porque seu Eudes ñ entrou com o Garré?. Precisamos de um treinador experinte e copeiro para as tradições história desse grande clube.

  12. O Remo jogou com 10 jogadores todos os RE X PA esse Marcão é só migué… Só chega atrasado e prejudicou o remo em todos os jogos… Sobrecarregada o volante e o Fredson… Ninguém viu isso… É uma vergonha e todos os treinadores mantiveram essa merda na zaga…

  13. Comentar o empenho dos jogadores depois do jogo e culpar o treinador será a retórica do momento. Será que se ele tivesse escalado o Garré, Higor Félix e Rony de cara daria certo? Não sei. Mas de uma coisa eu sei, nos meus 30 anos de rexpa poucas vezes vi o Remo não obter nenhuma vitória contra o riva e nesses anos, uma coisa aprendi, rexpa se ganha na emoção, como muito bem disse Hélio dos Anjos no final da partida. Mas, esse ano, diferente do ano passado o Remo não foi forte emocionalmente pra jogar nenhum rexpa, senão vejamos: no primeiro sob o comando de Netão um jogador foi expulso por pura burrice aos 20 minutos do primeiro tempo, depois o Mímica se contunde, resultado vcs já sabem. No segundo saímos na frente, mas um frango do Vinícius cedeu o empate ao rival. Aí tivemos a melhor chance em anos pra nós vingar do maior rival, uma vitória praticamente os eliminaria precocemente da série C, aí o mesmo autor dessa matéria ousou chamar essa partida de divisor de águas, e foi duramente criticado pela maioria dos torcedores aqui, muitos acharam exagero e que o rexpa tratava-se de um jogo normal, afinal o Remo tinha ampla vantagem, resultado final, o rival acabou nos ultrapassando, porque no segundo jogo mais uma vez souberam segurar o Remo. Aí vem a copa verde, time quebrado com jogadores se arrastando, nenhuma vitória sobre o rival, primeiro jogo foi tipo rexpa, empate, lances polêmicos, aí vem o segundo é último do ano, rival saí na frente depois de o Remo perder boas chances de abrir o placar, Remo peleja e empata, rival cresce vai pra cima e na base da confiança faz um, e por entrega total do Remo, chega ao terceiro gol, quando se leva dois gols em.dois minutos, desculpa, não é esquema tático, é emocional. E esse time é fraquíssimo emocionalmente, nem PEP Guardiola conseguiria algo deles: Yuri, ER, Ramires, e principalmente o seu Gustavo que jogou TODOS os rexpas desse ano e não fez absolutamente nada. Então, três competições, três técnicos, três derrotas e três empates, seis jogos e nenhuma vitória, a culpa maior é de quem vem por último?

  14. EUDES PEDRO VEIO PARA VENCER NO REMO AINDA TINHA ESSA COPA VERDE E ELE TINHA QUE JOGAR COM ESSE SUCATÃO TEM QUE DISPENSAR 80 POR CENTO DESSE ELENCO E DEIXA O EUDES TRABALHAR ELE VAI BOTAR O REMO ONDE MERECE APOSTA TODAS AS FICHAS NELE MAIS COM OUTRO TIME FORMADO POR ELE

  15. A pergunta que não quer calar é a seguinte: Quem o Remo deve trazer? O retrospecto recente mostrou de forma muito clara que nem sempre, técnico experiente resolve o problema. Observamos o seguinte: Flávio Araújo foi vitorioso no Sampaio Corrêa, inclusive com dois acessos, Ze Teodoro conseguiu acesso com Avaí e se não me engano com o Náutico também, Oliveira Canindé levou o Guarani de Sobral da D pra C, e, treinando o América de Natal eliminou o Fluminense em pleno em pleno Maracanã, eliminando o tricolor da Copa do Brasil, Josué Teixeira; comandando o modesto Macaé, ganhou um título da série C em cima do Paysandu, diante de 30 mil torcedores no Mangueirao. Todos esses treinadores amigos, passaram pelo Clube do Remo, e o que conquistaram? Absolutamente nada, isso sem falar no velho Givanildo, que pelo Remo, só tem duas conquistas de campeonato paraense. Por isso amigo Gerson Nogueira e demais internautas,nem sempre treinador de maior experiência no mercado, é sinônimo de acessos e conquistas de titulos

    • Vc está certíssimo e é perfeita sua observação. O problema não está na idade e nem a experiência do técnico. Existem muitas coisas no futebol…muitos bastidores…e acima de tudo, compromisso do elenco, se o elenco se compromete, até sem salário eles jogam

  16. É impressionante o imediatismo do torcedor. O Eudes chegou, não trouxe ninguém, veio acreditando no projeto 2020, buscou tirar leite de pedra com as poucas peças do elenco. Todos sabíamos das limitações do time, e, agora o tecnico é o culpado. Não acham que pela herança maldita das gestões anteriores, fomos longe demais? Vamos apoiar um projeto, dar crédito ao trabalho realizado até aqui pela atual gestão, deixar o imediatismo de lado e projetar nosso amado LEÃO para o futuro. Eu acredito!

  17. Aqui na rede social só tem especialistas! Júnior Amorim?! Charles Guerreiro?! Netão?! Coloquem um desses e se o Remo perder um jogo, todos os que os pediram sumirão. ano passado nós ganhamos os quatro RexPa. O Treinador permaneceu? Resolveu? Tem que manter o projeto. O Presidente é um cara sério, torcedor. Remo honrou seus compromissos, a nova gestão deu uma ajuda imensa para reabrir o Baenão, irá colocar iluminação artificial de novo. Não temos milhões para gerir! Torcedores, torçam pelo Remo!

  18. A diretoria fez o que pode. reeergueu o baenão pagou em dia e etc…mais o remo não e clube pra teste nem de jogador quanto mais pra treinador precisamos de um treinador de nome e renome e jogadores qualificados.ja chega de jogadores de várzea.a base e sempre colocada de lado não tem vez.o time rival e ruin mais tem treinador que já passou aqui e também não perdeu pro nosso rival.confio em vc fabio.pense bem e faça um leão forte esse ano!e acabe com essa praga de gerente de futebol

  19. Temos que diminuir a idade de nossos jogadores, principalmente o meio campo que tínhamos Yuri, Ramires e Eduardo, que somando passa dos 100 anos, meio sem pegada e cansando muito rápido.
    Tomara que o Lukinha coloque mais força nesse meiote

  20. Faz uma proposta pro Brigate, agora permanecer com Eudes ta de brincadeira e manda embora Ramires, Eduardo Ramos, Neto baiano por ter falado mal do Remo, Yuri, Fredson, Cesinha, Ronael, Gustavo ramos, Tufa,

  21. Maior responsável pela derrota foi o amador Eudes que NÃO ignorou a Avenida Cesinha deitou e rolou na costa desse fraco lateral direito.
    Outro erro foi sacar os dois meias no 2 tempo.
    A escalaçāo foi equivocada, tinha Garré e Rony para jogar.

    Já deu para ver que esse técnico é fraco e teimoso.

  22. Com todo respeito a todos os jogadores como seres humanos, como profissionais etc, mas tem uns 5 que não podem ficar no Remo. Exemplo: analisem o time antes e depois do Eduardo Ramos. Não marca, não lança, não tem preparo, pouco chuta em gol etc. Hoje torcer para o Remo é um verdadeiro sofrimento, não merecemos isto, mas em cada um de nós mora a esperança.

  23. Desse elenco ai se salva somente 7 profissionais pra próxima temporada, o resto pode dispensar, incluindo o treinador, e vamos contratar:
    – Pedro carmona – Sport
    – Ricardo Bueno – CSA
    – Alan Mineiro – Vila Nova
    – Polaco – Atletico Acreano
    – Dany Morais – Santa Cruz
    – Diego Ivo – Juventude

Comentários