Remo e CAJ Engenharia
Remo e CAJ Engenharia

Mais um importante passo para realizar o sonho do torcedor azulinho de “voltar para casa” foi dado na manhã desta sexta-feira (19/10).

Durante reunião com diretores e funcionários na sala de imprensa do Baenão, o presidente do Clube do Remo, Manoel Ribeiro, e o engenheiro civil responsável pela CAJ Engenharia, Leonardo Barroso, assinaram contrato para o término das obras do estádio Baenão.

O acordo prevê a reforma das áreas localizadas sob a arquibancada da Almirante Barroso, que incluem ambulatório, banheiros (masculino, feminino e PCD), vestiários de visitantes e arbitragem, circulação de acesso ao campo, sala para antidoping, hall de vestiários, sala de segurança, além da readequação do espaço onde será montada a academia para uso de jogadores do elenco profissional e atletas da base.

A execução da obra está prevista para ser concluída em até 110 dias, iniciando na próxima segunda-feira (22/10) e com término agendado para 31/01.

“Assinar esse contrato com a CAJ Engenharia é uma satisfação para mim. Se o Remo tivesse em boas condições financeiras, teríamos assinado isso há 3 anos atrás, mas hoje a gente está realizando um sonho que a torcida começou e que vamos terminar. Espero que, no em máximo 3 meses, todas essa parte esteja construída e reformada para que possamos reabrir nossa casa”, disse o presidente Manoel Ribeiro.

Para o engenheiro Leonardo Barroso, participar desse projeto tem uma motivação muito especial.

“Para mim é uma grande responsabilidade ser o engenheiro e participar desta obra. Sou filho do Remo. Aqui pratiquei vários esportes e hoje vou ajudar a levantar este clube. Para nós, além de fazer uma obra, é fazer parte de uma história, de um todo, de um projeto. Acredito que sexta-feira é um bom dia para começar uma obra”, declarou.

A obra está orçada em R$ 310 mil e, em princípio, o valor dado pelo clube é fruto da venda das camisas da campanha “Leão de Pedra”.

Com esta reforma, somada ao que já foi feito até o momento pelo projeto “O Retorno do Rei ao Baenão”, que tem a iniciativa e o apoio do torcedor, o “caldeirão” azulino terá condições de receber, novamente, jogos oficiais.

Nesta obra não estão incluídas as torres de iluminação. De acordo com a diretoria azulina, esse trabalho será realizado em outro momento.

Site Oficial do Clube do Remo, 19/10/2018

14 COMENTÁRIOS

  1. Tú és o cara hein Manoel !!!, durante todo o período das obras nunca destes as caras e nem ajudaste o projeto, o Remo arrecadou com as bilheterias e tú nem ai. Agora, em época de eleição tú me aparece como o “Salvador da Pátria”, levantas uma grana com a venda das camisas do Leão de pedra e contratas uma empresa. Porque não deste o dinheiro para quem já fez 70% do trabalho ??? Será que eles não servem mais ??? Ou tú queres te promover as custas da torcida e dos que trabalharam no projeto até agora ??? não sei se tú és esperto, mal agradecido e ingrato, malandro ou todas as alternativas anteriores !!

    • Falaste tudo, meu caro! Espero que o grupo de torcedores que está reerguendo o Baenão não se deixe abater com essa politicagem e continue este trabalho, do qual muitos de nós, verdadeiros Remistas já participamos com algum tipo de contribuição. Essa comissão do Retorno do Rei ao Baenão merece uma placa e um capítulo na história do Filho da Glória e do Triunfo!

  2. Esse é um velho vagabundo rouba o Remo a decadas não faz nada agora pega o dinheiro que os caras correram atrás e vêem apatecer expusem esse velho safado do remo

  3. Manoel Ribeiro tem muito serviço prestado ao Clube do Remo, a maioria exitosos , devemos ter cautela nas críticas ja passamos por situações extremamente difíceis como: passar 3 anos sem disputar o campeonato brasileiro, jogadores dispensados de hotel, corte de energia,perda da sede campestre, atrasos de salários…
    Se o Remo voltar a errar caindo em mãos inescrupulosas e de falsos remistas, ai sim !vamos amargar mais alguns anos de insucessos e vergonha.

    • Porra nenhuma,tá na hora desse velho vazar e levar com ele todos que deixaram o clube nessa situação,o tempo de vcs já passou,se vcs realmente amam o clube,façam esse favor,deixem pessoas com ideias novas trabalharem para o bem do clube

  4. pega teu bone e vaza m.ribeiro tu nao faz porra nenhuma pelo remo tu quer aparecer agora.

  5. Não sou fã do Manoel Ribeiro, contudo, o Remo já chegou no fundo do poço para criarmos confusão se ele esperou ou não a campanha eleitoral para anunciar esta obra… Os torcedores que estavam a frente do projeto “Retorno do Rei ao Baenão” , se forem verdadeiros remistas, não ficarão melindrados por conta disso.

  6. São mais de 50 anos de serviços prestados ao clube do Remo pelo Marechal da vitória!! Esse sim merece respeito!
    Parabéns a todo corpo diretório do Remo por mais essa conquista. Vamos que Vamos meu Leão!

  7. Ao ler a lista dos Presidentes Remistas, vamos saber que o Dr. Nilo Pena foi o que mais tempo esteve na presidência 12 anos em quatro períodos, ou seja deve ter participado de 4 eleições, houveram também períodos de junta Governativa e período de Triunvirato. Quem esta se comunicando no site é o Pai do Filipe Senior. Portador do Titulo do Remo de nº1585, desde dezembro de 1980, estou longe de Belém, a última vez que paguei minha mensalidade de sócio Proprietário foi nesta época, minha atualização deu CR$ 2.640,00. Hoje minha atualização chegaria a R$ 22.800,00 (vinte e dois mil e oitocentos reais), considerando-se uma mensalidade de R$50,00 em 38 anos de inadimplência. Meu pai, no caso avô do Felipe Senior era portador deste título foi ele que passou este título para mim, ele deve ter conhecido o Doutor Nilo Pena, pois deste jovem com 18 anos já era Remista, ele também foi remador pelo Leão ,meu pai morreu em 2002, conheceu o Dr. Manoel Ribeiro, ele deve ter participado como eleitor para Presidente do Remo, eu não. Eu estou acompanhando pelo site os contra e os que são a favor dos Presidenciáveis, eu fiquei um pouco agitado com o desenrolar dos acontecimentos, acredito que as eleições passadas foram na sua maioria neste tom, nunca acompanhei de perto. Achei Justo que os três concorram, saudações azulinas para todos, estou aposentado como Engenheiro do ex-Território Federal do Amapá, em Breve estarei em Belém para a partida de reinauguração do nosso querido e centenário Baenão.

  8. Isso é uma pilantragem, essa diretoria quer se promover, mas todos nós torcedores apaixonados sabemos pra quem são os mérito, aí galera do retorno do Rei ao Baenão, estamos com vocês.

    • Cada arquibancada atrás dos gols tem capacidade estimada pelos órgãos de segurança para 7 mil torcedores. A diretoria estima que o estádio deve ser liberado para 15-17 mil, incluindo as cadeiras no lado das cabines e uma arquibancada metálica provisória na lateral das Mercês.

  9. O Romeu Biasan de Família Amapaense concedeu a dois anos uma entrevista que está no Youtube, onde explicou que um grupo de torcedores que não tinham ligação com a Diretoria, deram inicio ao Planejamento do Projeto de Retorno do Rei ao Baenão em 10 Etapas. Ele diz que ficou na parte organizacional, ele diz também que eram um Grupo de 33 pessoas. Seria Justo que o Presidente do Leão entregasse para cada um deles um Diploma de honra ao Mérito na ocasião da Partida inaugural da Abertura do Estádio para os Jogos Oficiais, estas pessoa estão para sempre na História do Clube do Remo, o Grupo dos 33 são apenas os que decidiram pela execução deste Projeto, na verdade eles concretizaram o desejo da Grande Nação Azulina, uma Torcida que colaborou e que continuará dando a sua contribuição até a execução da Iluminação. Talvez não façam questão deste diploma, porém eles Já fazem parte da Historia como os mais apaixonados Torcedores do leão: como dizem Leão a tua torcida vai te levantar.

Comments are closed.