Remo 3x0 Bragantino (Felipe Marques, Marcelo, Adenilson e Elielton)
Remo 3x0 Bragantino (Felipe Marques, Marcelo, Adenilson e Elielton)

Da renda de R$ 780 mil, domingo (14/01), o Remo lucrou R$ 550 mil. As despesas consumiram 29% (R$ 227.930,00). Só a FPF levou R$ 78 mil, nos 10% da renda bruta. Desse lucro azulino, R$ 71 mil foram descontados para a Justiça do Trabalho. Com todos os cortes, o clube teve saldo de quase R$ 480 mil.

Agora, o Remo precisa provar ao TRT que havia um acordo para quitação de parcelas pendentes com verba do patrocínio do Banpará. Isso deve converter os R$ 71 mil bloqueados em pagamento de parcelas do “Projeto Conciliar”.

Os mais de 30 mil pagantes da estreia remista não só reafirmaram a força da torcida como deram fôlego financeiro ao clube. Além disso, testaram a reação do novo time às cobranças e incentivo em jogo de casa cheia. Bruno Maia e Andrey acusaram impacto negativo, com flagrante nervosismo. Elielton e Adenilson deram as respostas mais positivas. Logo na estreia, os novatos descobriram o que é jogar no Remo, um clube tão estressado quanto grandioso.

Na vitória sobre o Bragantino, o time não encantou, mas deu conta do recado. O próximo desafio será em Tucuruí, contra o Independente, no sábado (20/01).

Segurança

Muito elogiado no Remo o trabalho do coronel Cavalcante (ativo na PM), novo gerente de segurança do Leão. As medidas preventivas eliminaram as “janelas” de invasão no Mangueirão e os policiais tiveram lanche digno, preparado na hora, por uma cozinha itinerante.

Carrossel

Programada para esta terça-feira (16/01) a visita de executivos do Grupo Ultra (Extrafarma, Ipiranga, entre outros) à área do Carrossel. Esta semana deve ser assinado o contrato do comodato. Pelo que foi negociado, o Grupo Ultra vai construir lojas na área e pagar aluguel ao Leão, com possibilidade também de patrocínio nas camisas azulinas.

Maratona azulina

Nas 3 primeiras semanas da temporada, serão 7 jogos por 3 competições. Uma maratona para o Remo, que já enfrentou o Bragantino neste domingo e até 07/02 vai encarar ainda Independente, Águia, Paysandu, Manaus (AM), Cametá e Atlético Itapemirim (ES), incluindo jogos fora do Estado.

Coluna de Carlos Ferreira, O Liberal, 16/01/2018

6 COMENTÁRIOS

  1. parabens a todos os envolvidos nesse sucesso maravilhoso do glorioso clube do remo um time de massa como mengo.timao desse grande brasil..fato.augusto guimaraes..

  2. Concordo plenamente com essa política de promoção,se continuar a torcida apoia!!! Porém ter saber utilizar o dinheiro arrecadado,isso acontecerá com uma boa gestão!!!

  3. Pena ter que entregar 78 mil para uma federação que não faz nada pelo REMO e ainda é comandada por um peão bicolor

  4. Este ano estou muito otimista que o nosso leão vai dar a volta por cima, vamos torcer p/ que essa diretoria mantenha a politica de pés no chão e honre todos seus compromissos e com dinheiro em mãos possa fazer um grupo mais forte para o brasileiro para conseguirmos o sonhado acesso para série “B”, lugar que jamais poderíamos ter saído, senão para série “A” que é lugar de time de massa como o nosso. Sempre pra frente leão…

  5. Sabemos que o dinheiro é importante, porém não é tudo, o mais importante é este clima de confiança, que basicamente existe porque os Leões apresentaram bom preparo físico no mangueirão contra o Bragantino, o jogo em tucurui será diferente, muita cautela e objetividade pode fazer a diferença, acredito numa vitória pode ser até de 2×1 ou 1×0.

Comments are closed.