Gustavo
Gustavo

Como um divisor de águas, a vitória conquistada pelo Clube do Remo no domingo (13/05), contra o Botafogo (PB), além de ter aproximado o Leão da zona de acesso a fase de mata-mata da Série C, encaminhou alguns jogadores para a titularidade no próximo compromisso do time, diante do Confiança (SE), domingo (20/05), em Belém.

Everton assumiu de vez a camisa 10 azulina e, embora tenha feito apenas a sua segunda partida como titular, proporcionou alternativas de jogo que não foram vistas anteriormente por seus companheiros de grupo.

No setor ofensivo, Gabriel Lima, após retornar em bom nível, também pode ter assegurado uma vaga, principalmente por conta da lesão de Jayme, que deverá ser vetado para o embate.

Na ala direita, a vaga ainda se encontra aberta, devido ao rodízio nos últimos duelos. Para se ter uma ideia, nas 5 partidas feitas pelo Leão na Série C, apenas uma vez se repetiu a escalação de um confronto para o outro, que foi na 2ª rodada, com a permanência de Levy, que acabou substituído no segundo tempo, pela baixa produtividade frente ao Globo (RN), em Belém.

Desde então, houve revezamento. Atualmente, quem assume a posição é Gustavo, que tem caído no gosto de Givanildo Oliveira. Todavia, o jogador, mesmo exibindo potencial na defesa, tem dificuldades de chegar ao ataque, totalmente oposto a Levy, que embora mais acionado ofensivamente, deixa a desejar na marcação.

Por isso, confirmou-se a contratação de Nininho, que a priori, chegou para ser titular na onzena de Giva, que o indicou para o Departamento de Futebol.

A sombra na posição, contudo, é bem vista no plantel. De acordo com Gustavo, a concorrência é importante para a superação de qualquer profissional. Por isso, o faz desempenhar o seu papel com mais afinco para ganhar continuidade no time principal.

“Todo jogador precisa, para desempenhar um bom futebol, de sequência de jogos. Também preciso, por isso deixo a critério do professor. Estou fazendo o meu trabalho tranquilo, se tiver que ter, vou ter, mas se for outro jogador, Levy ou Nininho, também estou tranquilo, fazendo o meu trabalho”, disse.

“São jogadores experientes e excelentes profissionais. Isso motiva sempre e espero continuar mostrando o meu valor”, destacou Gustavo.

“A gente tem o desejo de sempre estar atuando. Foi por isso que vim para o Remo, para jogar e ajudar a colocar o time na Série B”, disse Nininho, que ainda aguarda pela sua regularização para poder ser relacionado para uma partida na Série C.

Diário do Pará, 17/05/2018

Comentários