Fábio Bentes
Fábio Bentes

Fábio Bentes, 41 anos, é o novo presidente do Remo após votação consagradora na eleição realizada sábado (10/11). Com 627 votos (52%) recebidos, superou a soma obtida pelos candidatos concorrentes – Manoel Ribeiro (329 votos) e Marco Antonio Pina (230).

Um triunfo incontestável, como há muito tempo não acontecia em pleitos azulinos!

A vitória é ainda mais significativa porque Fábio suplantou inimigos poderosos, que não hesitaram em lançar mão de artifícios sujos ao longo da campanha, incluindo leviandades e ataques pessoais.

Fica óbvio, pela larga vantagem, que associados e conselheiros repudiaram a prática da baixaria como instrumento de captação de votos.

O resultado expressa também o desejo de mudança nos rumos da administração do clube. Sabiamente, o colégio eleitoral deu um basta no continuísmo representado pela chapa da situação, encabeçada por Manoel Ribeiro, um dos mais longevos “coronéis” do futebol brasileiro.

Mais importante ainda: Fábio apresentou o projeto mais minucioso e inovador. Pretende priorizar a austeridade financeira, os investimentos no programa de sócio-torcedor, a recuperação do Baenão e a valorização da conexão entre o Remo e sua imensa torcida – a 15ª em presença nos estádios na temporada 2017, envolvendo todas as Séries nacionais.

O Remo precisa se reinventar em todos os aspectos, desde a administração até a condução do futebol profissional, adotando princípios básicos de transparência e seriedade. Chega de improvisos e afrontas aos estatutos!

Fábio, o mais jovem presidente do Remo na era moderna, tem o perfil certo para liderar o processo de reformulação. Sua missão será duríssima porque inclui desafiar gente encastelada no poder há décadas, superar as sabotagens típicas da viciada engrenagem do clube e conquistar vitórias em campo, pois sem elas nenhum dirigente sobrevive no Pará.

Um trunfo pessoal certamente ajudará na caminhada do novo presidente: a profunda identificação com a torcida, pela longa militância e convivência nas arquibancadas. Poucos que detêm poder no clube conhecem tanto a alma da torcida quanto ele, o que só aumenta sua responsabilidade.

Ressalte-se o gesto democrático de Marco Antonio Pina que, ao final da apuração, fez questão de cumprimentar o vencedor, prontificando-se a ajudá-lo, se necessário. Saber perder, como se sabe, é virtude rara. No fim das contas, o Remo foi o grande vitorioso do pleito.

Blog do Gerson Nogueira, 12/11/2018

8 COMENTÁRIOS

  1. Baixaria?? rsrs… Ele foi um dos maiores percusores das baixarias ocorridas durante a campanha! Tentou impugnar chapas para atrasar eleições, acionou até o fantoche André Cavalcante para lhe ajudar… Rsrs muito cara de pau um cara desse. Primeiro vamos ver se darás certo como presidente, pois não se pode querer resultados novos, com as mesmas atitudes. Faça uma lavagem geral aí, pois o que percebi e isso presencialmente sábado durante as eleições é que estarás apenas com o status de presidente, mas quem irá gerir o Remo serão seus amigos quer dizer, aqueles urubus que irão atacar a carniça…. Lembre-se pessoas que destruíram o Remo não irão te agregar em nada..

  2. Basta que o Bentes Administre obedecendo o principio do equilíbrio Econômico e alcance as seguintes metas: Campeão Paraense de Futebol 2018, ou melhor Bi-campeão, porque o Manoel é o presidente campeão, abertura do Baenão e subida para série B. Para o acesso é fundamental que o Estádio fique na média de 18.000 torcedores durante o Parazão. Bons livros que ensinam como Administrar um Clube obedecendo o principio do equilíbrio econômico são os de autores Ingleses. Eu acredito que o Manoel deva ter lido alguma coisa de como se Administrar um Clube em obediência a este Principio. Neste quesito o Manoel foi perfeito por isso disse que era um sábio, é lógico que também é sábio pela experiência. Hoje sabemos que rumo o Leão deve seguir. É lógico que o Manoel sabe que seu sucessor vai tentar fazer o melhor do jeito dele, cabe a nova Administração decodificar cada passo que ele deu, porque o leão ainda não pode arriscar uma administração fora do Equilíbrio Econômico, são administração ultrapassadas que tem levado Grandes Clubes a beira da falência. O que existe de mais moderno em termo de Administração é chegar ao sucesso em obediência ao principio do Equilíbrio Econômico, é bom consultar a literatura Inglesa e Alemã.

    • Perfeito Caro Felipe! Porém, tudo isso que foi muito bem postado por você, deve ser muito difícil do Bentes fazer.

  3. Denis ,tu só pode ser torcedor encubado lá do outro lado da almirante Barroso , pra ficar falando tanta baboseira , ta bom de velharia ou ele te deu dinheiro daquele roubo que aconteceu na sede em 2015 ,e veio com uma história pra boi dormir que foi um assalto acorda , torcedor que é torcedor tem que pensar positivo não ficar dando pra trás que nem vc

    • Não meu caro, não peguei nada e minha idoniedade é 100%. Mas, tenho minhas opinioes e como quealquer um e acho justo expor… M.R fez muito pelo Remo e isso ninguém pode apagar, tanto é que seu apelido é Marchal da Vitória, apenas para lhe lembrar. Torço pelo Remo sobre qualquer Gestão, mas que este jovem não passa confiança devido ao seu amadorismo isso é um fato. Espero estar enganado, mas pelas decisões infantis que já vem tomando, acho muito difícil. escreva aí, vai ser mais um que causará um desastre ainda mais se juntando com pessoas que vao ajudar ele mesmo a se enforcar! Atente ao que o Felipe postou abaixo que é a mais pura verdade. A juventade acaba, e a velha guarda vem e arruma toda a lambança!! Isso chama-se GESTÃO!

  4. Eu vejo que só tem uma saida para a velha guarda ficar na torcida que é a seguinte: A jovem guarda tem que estudar e muito é aplicar corretamente o Equilibrio econômico com boas vitórias, como já disse este é o principio básico moderno de Administrar para o sucesso. A velha guarda já provou através do Manoel que conhece o caminho moderno de Administrar o Adotado pelos Clubes mais avançados tecnologicamente. É lógico que uma vez que este equilibrio esta praticamente atingido o próximo passo é partir para as instalações dos novos equipamentos de preparação Física em algum lugar dentro do Baenão ou anexo ao Baenão. Isto é fundamental porque o Leão sempre revela novos Talentos. Eu digo isto porque a mesma torcida que apoia Fábio poderá se revoltar contra, isto é se não aplicarem corretamente o principio do Equilíbrio econômico. A velha guarda não vai aceitar um Leão Falido na B ou na A, eles preferem o Leão forte e equilibrado na C . Eles amam demais o Clube do Remo, muito além do que imaginamos, é quando a Velha guarda vai voltar para salvar o leão da derrota total. Vocês verão sempre a velha guarda reunida em algum lugar da Sede Social comendo um aperitivo e bebendo alguma coisa que não faça mal para eles. Coloquem um gravador perto deles ou perguntem para eles o que estão pensando do desempenho da Jovem guarda.

Comments are closed.