Robério D'Oliveira
Robério D'Oliveira

A eleição do Remo marcada para este sábado (10/11), ganha ares nebulosos na reta final e pode até não acontecer! O motivo é uma representação do ex-presidente André Cavalcante, contra o atual presidente da Assembleia Geral, o advogado Robério D’Oliveira.

Cavalcante, que presidiu o Leão durante 9 meses em 2016, protocolou na secretaria do clube, na segunda-feira (05/11), documento endereçado ao presidente do Condel, Ângelo Carrascosa, no qual pede o afastamento de Robério sob acusação de infração ao estatuto azulino.

Robério deu parecer favorável ao registro da Chapa 10, de Manoel Ribeiro e Hilton Benigno, que estava com pedido de impugnação feito pelo sócio remido Antônio Alexandre. Para André Cavalcante, o presidente da Assembleia Geral não tem competência para julgar o recurso, que seria do colegiado da AG.

Carrascosa falou sobre sobre a questão e afirmou estar de posse do documento que vai ser analisado tanto juridicamente, quanto sob prisma do estatuto do Remo.

“Estou recebendo agora o documento. Vou ler com toda calma para dar meu posicionamento”, pontou, adiantando que seu veredito vai sair até quinta-feira (08/11).

“Temos que ser breves, porque a eleição é no sábado (10/11) e o associado precisa estar tranquilo”, completou.

Robério D’Oliveira ressaltou que não cometeu nenhuma irregularidade na decisão tomada em favor da Chapa 10. Como presidente da AG, disse ter tomado decisão conforme preza o estatuto.

“A decisão tomada foi com base no estatuto. De forma muita clara, ele diz que a AG deve tomar decisão preliminar até a data da eleição. Ora, se pode tomar uma decisão preliminar, então essa decisão só pode ser do seu presidente. Assim, de forma direta, tenho como certo ao presidente da AG o poder de decisão para outros assuntos e, se for o caso, levo o referendo para o colegiado. Essa decisão está na esteira dos conjuntos que diz o estatuto do clube”, comentou.

“Foi uma decisão conforme posição da Junta Eleitoral, um colegiado formado por 3 associados de conceito ilibado no clube. A decisão do colegiado foi unânime tanto ao caso do Manoel Ribeiro, como do seu vice. O presidente da AG fez cumprir que o estatuto indica. Foi uma decisão preliminar, agora se fosse decisão de mérito, seria do colegiado Assembleia Geral”, explicou Robério.

“Se o estatuto dissesse que deveria convocar a AG para se posicionar sobre o mérito da questão, não teria dúvida de convocá-la. O estatuto diz que posso tomar uma decisão acautelatória sobre tema e foi o que fiz sem receio, baseado nas leis do clube”, falou.

O presidente da Assembleia Geral arrematou dizendo que encara com naturalidade a representação do ex-presidente André Cavalcante.

“Ele, tudo indica, está apoiando algum candidato. Vejo que essa representação tem natureza eleitoral. Tive a notícia do tal documento, dessa insurgência para o presidente do Condel e aguardo com tranquilidade o posicionamento dele (Carrascosa) e do colegiado. Nosso presidente do Condel merece o respeito de todos”, finalizou.

Portal ORM, 07/11/2018

8 COMENTÁRIOS

  1. Que tal se todos esses “dirigentes e diretores renunciassem em prol do interesse maior qie é o Clube?
    Como podemos esperar a gestão honesta se a própria cúpula do clube age com parcialidade e apadrinhamento?

  2. Concordo Sr. Robério, o André Cavalcante deve estar apoiando algum candidato, o que não vejo como nada demais, mas convenhamos, se o Sr se utilizou do cargo que ocupa para atropelar o estatuto do clube e passar a mão na cabeça do atual presidente, isso também não significa declarar apoio ? E pq não submeter a decisão a AG ?
    Mais uma vez os interesses pessoais subjugando os do clube !!
    Gostaria muito de ver vocês todos longe do clube, pq fazem mal a instituição, podem ser bons profissionais em suas respectivas áreas, mas como dirigentes já mostraram que são horríveis !

  3. Esses caras não tinham que exercer nenhuma função no clube pelo fato de serem mentirosos, enganadores e corruptos não tem responsabilidade principalmente com torcida, que dizer por causa de dois inresponsáve vai ser adiado a eieição.

  4. PQP todos os anos é essa palhaçada nao tem jeito, até desanima o torcedor,se adiarem essa eleição é melhor mandar todos esses caras que se dizem dirigentes,conselheiros pra pqp,limpar isso tudo ai,trazer pessoas de fora para dirigir esse clube, não merecemos isso,muita incompetência, Tem que mudar o estatuto,muito caciques pra nada,só complicam as coisas,não tenho mais saco pra aturar isso,cada um quer ser melhor que o outro,so visam seus interesses ego sei la,quando a estrela maior é a instituição clube do Remo, que por causa de incompetência administrativa,está ai do jeito que está,lamentável.

  5. André deve ser pau mandado de alguém! Não pertuba André… Vá lavar suas calcinhas e deixa o Leão em paz! Não tens competência para assumir o maior do Norte, vc mesmo já provou isso. Tivestes o apoio do Manoel Ribeiro para ficar os 9 meses e o que fizestes? apunhalastes o cara!! Ele foi lá e acabou com a tua moral nas eleições em 2016 e vai acontecer isso novamente com vc e todos os pau mandandos.. Pode anotar!!!

  6. Eu já fiz um comentário onde mostrei que o Atual Presidente do São Paulo foi reeleito em 2017 e terminará o seu mandato em dezembro de 2020 com 82 anos de idade e se Manoel Ribeiro for reeleito Presidente do Clube do Remo terminará o seu mandato também em 2020 com 84 anos de idade. O Manoel ganhará o Leco com apenas dois anos de diferença como Presidente de Clube de massa mais Longevo do Brasil. Se vocês forem conhecer as trocas de acusações na reeleição de Leco no São Paulo pela Internet saberão que é muito semelhante a troca de acusações que estão ocorrendo para reeleição de Manoel Ribeiro no Clube do Remo. Conclusão: Geralmente eleição para Presidente de clube de massa como no Leão a disputa para Presidente acontece com muitas acusações, seria muito bom se a eleição no Cube do Remo acontecesse sem troca de acusação. O Nonato esta corretíssimo a Estrela maior sempre será a Instituição Clube do Remo, depois da eleição todos estaremos unidos somando forças para o Acesso do nosso querido Leão. Daqui a muitos anos quem sabe em 2120, a eleição no Remo acontecerá sem acusações, isto é se evoluirmos para uma civilização convertida, onde será ridículo um falar mal do outro, ou seja quem ganha muito terá alegria de ajudar com muito os mais necessitados e quem ganha pouco ajudar também com um pouco e com muita alegria os nossos irmão mais necessitados do que nós, nesse dia não haverá fome na face da terra.

Comentários