Vaga exige mudança brusca de atitude do Remo

19/04/2017
Jayme

Nos últimos 3 jogos, os azulinos sofreram 6 gols e só balançaram as redes 1 vez. Portanto, para esta partida decisiva contra o Independente, os remistas querem melhorar essas estatísticas para garantirem a classificação para a final do Parazão.

O goleiro André Luís sabe que o retrospecto do Remo não é um dos melhores e que é preciso jogar muita bola para chegar à decisão do Estadual.

“O retrospecto é ruim e temos consciência disso. A gente vem fazendo jogos medianos. Jogos ruins, na minha visão, mas tem de levantar a cabeça e o momento é agora”, afirmou. “Temos de deixar a vida em campo, mostrar tudo o que temos de melhor para conseguir essa classificação”, completou.

Quem também precisa melhorar e muito o rendimento são os atacantes. A última vez que o Remo fez um placar elástico, foi na vitória de 4 a 0 sobre o Atlético (AC), pela Copa Verde. No Parazão, foi logo na estreia na competição, na goleada de 5 a 0 em cima do Cametá.

“Caiu um pouco o rendimento do grupo todo, mas a gente sabe da responsabilidade que estamos carregando. Domingo (23/04) vai ser diferente, todo mundo vai se ajudar para conseguir a vitória”, projetou o atacante Jayme.

Diário do Pará, 19/04/2017