Josué prioriza jogadores com bom preparo físico e quer sistema defensivo fortalecido

18/05/2017
Josué Teixeira

O Remo já está em Maceió (AL) e terá, neste sábado (20/05), o segundo compromisso pela Série C do Brasileirão, diante do ASA (AL). Após ter vencido na estreia, o Leão ainda deverá apresentar as mesmas dificuldades que teve contra o Fortaleza (CE). Os jogadores ainda passam por processo de entrosamento, mas o que mais vem preocupando o técnico Josué Teixeira é o condicionamento físico que castigou os azulinos no último domingo (14/05).

“Todos viram que o nosso rendimento físico diante do Fortaleza (CE) não foi bom e vimos que era preciso dar uma modificada no trabalho. Conversei com o Erick (Cavalcante, fisiologista) e o Robson (Melo, preparador físico) para elaborarmos um trabalho físico para os grupos de jogadores e a equipe que viajou precisou ter mudanças. Danilinho não rendeu bem por conta de não está 100% em forma e se você ficar usando o atleta, ele será prejudicado, porque o rendimento será abaixo do esperado e irão existir cobranças excessivas em cima do jogador, que tem muita qualidade e irá ajudar a gente. Então é como já disse, não contratei ninguém para fazer um jogo e sim uma competição”, disse Josué Teixeira.

Para a partida contra o adversário alagoano, o meia Danilinho será desfalque, já que ficou na capital paraense aprimorando a parte física. Além do jogador, a provável mudança que o Leão terá será no sistema tático, que deve passar do 4-3-3 para o 3-5-2, como testado no último treino em Belém, visando a pressão que deve ser imposta pelo ASA (AL).

Apesar da dúvida na escalação, Josué Teixeira deve mandar a equipe à campo com: Vinícius; Henrique, Bruno Costa e Tsunami; Daniel Damião, Marcelo Labarthe, João Paulo, Mikael e Gerson; Nino Guerreiro e Edgar.

“Ainda irei decidir se entro com Tsunami ou Ronny, que pode jogar com o Mikael pelo meio do campo, já que são jogadores com velocidade e boa dinâmica de jogo. Com o Tsunami, ganhamos um pouco mais de consistência defensiva. Sabemos que o ASA (AL) vem de uma derrota e vai tentar nos pressionar. Vai ser um jogo de alta exigência e você só consegue atender esse pedido se tiver com boas condições físicas. Vou conversar com a comissão e analisar essa questão. A princípio, temos a ideia de colocar o Tsunami, até porque o Gerson pode fazer esse papel de meia. Estas são nossas opções para a partida”, disse o técnico azulino.

Globo Esporte.com, 18/05/2017