Basquete azulino tem novo coordenador

16/07/2017
Basquete

Até junho, a presença do Remo no Campeonato Paraense de basquete adulto masculino era uma incógnita. Até gente da cúpula basquetebolista do Leão Azul achava difícil o Leão participar da competição, mesmo sendo bicampeão paraense. Entretanto, “acendeu” uma luz verde, de esperança, nos arraiais azulinos da bola ao cesto e tudo leva a crer que o Leão vem destemido para manter sua hegemonia de 3 anos sobre o Paysandu, no basquete adulto.

Essa “troca de chip” se dá por conta do desportista Matheus Lima, ex-atleta, surgindo agora como novo coordenador de basquete do Clube do Remo. Matheus conta que recebeu convite de conselheiros azulinos, todos amigos. Pensou bem no assunto e viu a hora de encarar o desafio.

“A vida é feita de desafios, dificuldades. O convite veio, pude analisar bem, conversei com meu pai e recebi conselhos, ideias e, sobretudo, incentivos de um cidadão bem experiente e realizado profissionalmente. Estou como coordenador de todas categorias do basquete do Remo”, disse, citando que uma das razões de assumir o cargo no Remo é o amor pelo o basquete.

“Em respeito e agradecimento ao Clube do Remo pela minha formação como atleta, jogador e treinador, assim como sua tradição no basquete no Estado do Pará”, explicou Matheus Lima, lembrando sua trajetória no basquete, onde começou aos 10 anos e parou como jogador aos 26 anos.

“Posso dizer que foi uma linda trajetória, pois consegui ganhar com minhas respectivas equipes e amigos de clube em todas as categorias, totalizando mais de 25 campeonatos paraenses. Além disso, fiz parte da equipe que conquistou o primeiro título pelo Estado do Pará representando o Clube do Remo na Copa Norte, em 2002, com atletas locais e formados no Leão, a única Copa Norte até hoje do grêmio azulino. Disputei a Supercopa Brasil pelo Remo, nunca sequer joguei nenhuma partida contra o Clube do Remo, nem de brincadeira, pelo respeito ao Leão e aos meus amigos, tanto ex-técnicos e ex-dirigentes”, comentou.

Segundo Matheus Lima, o trabalho a ser realizado no Remo terá o apoio do presidente Manoel Ribeiro, do diretor de Esportes Olímpicos, John Vasconcelos, e com o aval de Sérgio Dias. “Será um novo conceito, uma nova proposta”, concluiu.

O Liberal, 16/07/2017